Saúde

13 de outubro de 2019 19:49

Outubro Rosa no Mar alerta para prevenção do câncer de mama

Atividade faz parte da programação da Campanha Maceió Rosa

↑ Outubro Rosa no Mar levou mulheres para a prática de esportes na praia da Ponta Verde (Foto: Pei Fon / Secom Maceió)

Este domingo (13) foi marcado por sol, mar azul e muito rosa na praia da Ponta Verde. A equipe de remadoras Lisa Flor, em parceria com a Prefeitura de Maceió, realizou o Outubro Rosa no Mar. Uma manhã com atividades na areia e no mar para conscientizar as mulheres sobre a prevenção ao câncer de mama. A atividade faz parte da programação da Campanha Maceió Rosa.

“Estamos aqui, no mar, jogando e recebendo essa energia tão importante”. Foi assim que Rita Namé, professora universitária, falou sobre a ação. Ela faz parte da Lisa Flor, teve câncer de mama há seis anos e entende que a prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais. “Estamos aqui para alertar sobre o câncer de mama e sua prevenção. Mas, mais do que isso, estamos aqui para dizer que o câncer tem tratamento e tem cura. Basta fazer o que tem que ser feito: se cuidar e prevenir”, disse.

Com o remo, o grupo, que surgiu há seis meses, busca prevenir o linfedema em mulheres mastectomizadas, além de intensificar a prática de esporte para melhoria da saúde e da qualidade de vida.

Ruth Trindade, capitã da equipe, lembra que apesar de ser mais comum em mulheres, o câncer de mama também pode atingir homens. “Estamos aqui para unir nossa ação com a ação da Prefeitura e chamar atenção de todos para a saúde. É importante ter uma vida saudável e equilibrada. Ao ativar o corpo, através do esporte, ele libera endorfina, dá prazer, ajuda enfrentamentos, desperta e dá mais disposição”, explicou.

Além da prática esportiva, a equipe Lisa Flor fomenta o trabalho em equipe e a união entre mulheres que tiveram ou estão em tratamento contra o câncer de mama. “Me deixa muito feliz o contato que temos de grupo, afinal somos todas sobreviventes. Isso nos dá forças. A convivência é muito importante para o emocional”, finalizou a professora Guenda Lucas, que teve câncer de mama.

Fonte: Secom Maceió / Texto: Sarah Mendes

Comentários

MAIS NO TH