Política

11 de junho de 2019 10:49

Assembleia unificada debate greve e eleição para reitor da Ufal

Representantes dos sindicatos afirmam que decisões do governo federal têm atingido principalmente a educação

↑ Assembleia unificada debate greve geral e eleição para reitor da Ufal (Foto: Edmilson Omena)

Uma assembleia unificada que acontece no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), reúne representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de Alagoas (Sintufal), Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas (Adufal), Diretório Central dos Estudantes Quilombo dos Palmares (DCE), além de trabalhadores e trabalhadoras da educação no estado.

“Nós marcamos essa assembleia para discutir duas questões centrais. A primeira é a greve geral do dia 14 que vamos aderir, porque a educação foi uma das pastas mais atingidas pelo contingenciamento do governo federal, que na verdade são cortes, já que a verba não está mais nas contas da universidade. Isso afeta vários programas, principalmente o pagamento de bolsas estudantis”, explicou Jailton Lira, presidente da Adufal.

Ele explicou ainda que a outra questão a ser discutida é a eleição da Reitoria da Ufal. “Estamos apresentando o edital para organizar o processo eleitoral para agosto. A eleição acontece de duas formas, sendo a primeira a eleição organizada pelos sindicatos que realiza consulta ou pesquisa, como queira chamar. No outro momento é escolhida a maneira de escolha que o conselho define e publica”.

Moisés Ferreira, diretor do Sintufal, reforçou a importância da comunidade acadêmica participar da greve geral do dia 14 de junho. “É um momento onde o Brasil vai parar. As centrais sindicais e as federações convocaram essa greve geral e a Ufal não poderia se furtar nesse momento. É uma convocação conjunta de docentes, técnicos e dicentes para que a gente construa a paralisação”, explicou.

*Mais informações em instantes

Fonte: Redação / Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH