Política

7 de janeiro de 2019 11:39

Bolsonaro tem apoio consistente de metade da Câmara

Eleições de 2018 resultaram na ascensão de parlamentares de direita e centro-direita que totalizam 302 dos 513 membros da Casa

↑ Posse de armas de fogo no país foi uma das principais promessas de campanha de Bolsonaro (Foto: Agência Brasil)

Um levantamento feito pelo Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) indica que o governo Bolsonaro terá “apoio consistente” de 255 deputados e uma oposição de 141 parlamentares – a resistência é menor do que tiveram apenas Fernando Collor e Lula em seu primeiro governo.

Além disso, as eleições de 2018 resultaram na ascensão de parlamentares de direita e centro-direita que totalizam 302 dos 513 membros da Casa.

O Diap traça o apoio no início de cada legislatura baseando-se na posição ideológica dos partidos. Até agora, apenas o PR declarou adesão formal ao governo. O PTB, de tradição governista, ficou com Bolsonaro desde o segundo turno da eleição, mas não se manifestou oficialmente. O PRB anunciou que não integrará a base, mas concorda com ideias do governo.

Segundo o Diap, para aprovar reformas como a da Previdência, por exemplo, o governo precisará de, no mínimo, 308 votos. O ex-presidente Michel Temer (MDB) tinha a maior base parlamentar, segundo o Diap: 358 deputados. Mas, ainda assim, não conseguiu apoio para emplacar uma reforma da Previdência.

Fonte: Jornal GGN

Comentários

MAIS NO TH