Polícia

6 de dezembro de 2019 08:51

Bebê de Arapiraca espancado e asfixiado pelo próprio pai morre no HGE

José Fábio Lima, de 25 anos, afirmou em depoimento que agrediu o filho porque a criança “chorava muito”

↑ HGE (Foto: Agência Alagoas)

Morreu o bebê de um ano e meio espancado e asfixiado pelo próprio pai em Arapiraca, no Agreste de Alagoas. A criança foi transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE) na quarta-feira (4) em estado gravíssimo, mas não resistiu aos ferimentos causados pelas agressões e faleceu no final da noite de quinta-feira (5).

Leia também: 
Bebê espancado pelo pai em Arapiraca continua em estado grave e é transferido para o HGE

A informação foi confirmada pela assessoria do HGE na manhã desta sexta-feira (6). “Ele chegou à Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIp), na última quarta-feira, em estado de saúde considerado gravíssimo, após transferência do Hospital de Emergência Daniel Houly, em decorrência de asfixia mecânica durante tentativa de estrangulamento”, diz a nota do hospital.

O agressor, José Fábio Lima, de 25 anos, afirmou em depoimento que agrediu o filho porque a criança “chorava muito”. Ele foi preso em flagrante e na quarta-feira passou por audiência de custódia e teve a prisão preventiva decretada. O homem agora vai responder por homicídio qualificado e se for condenado por pegar pena de até 30 anos de reclusão.

José Fábio é investigado por outras agressões cometidas contra o filho. Uma parente do menino confirmou em entrevista que o pai era violento com o bebê. “O menino estava chorando quando ele se irritou, pegou no pescoço dele e apertou. Deu murro nas costas da criança, na barriga e um chute que fez a criança bater contra a parede”, afirmou a mulher, que preferiu não se identificar.

A mãe da criança não quis falar com a imprensa.

Fonte: Redação / Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH