Esporte

11 de dezembro de 2020 21:45

CSA vence Oeste e entra no G4 da Série B do Brasileiro

Azulão pode perder a posição ao final da 28ª rodada

↑ Foto: CSA

Depois de um começo muito ruim, sendo um dos times que mais sofreu com a pandemia de coronavírus – o Covid-19 – o CSA chegou pela primeira vez ao G4 – zona de acesso – do Campeonato Brasileiro da Série B. Ao vencer o Oeste, por 2 a 1, nesta noite no estádio Rei Pelé, o time alagoano atingiu os 44 pontos, ficando em quarto lugar.

Pelo menos, provisoriamente, o CSA vai ficar entre os quatro melhores, mas pode perder a posição ao final da 28ª rodada. De outro lado, o Oeste, apesar do esforço, continua na lanterna com apenas 16 pontos, com um pé dentro da Série C de 2021.

O jogo começou equilibrado com os dois times se estudando. Aos poucos, o CSA foi se soltando e mostrou mais disposição ofensiva. Mas, na prática, pouco criou no ataque para finalizar e abrir o placar.

O primeiro gol foi acidental aos 31 minutos. Rodrigo Pimpão, pelo lado esquerdo, fez o levantamento na área, onde Nadson tentou cabecear. O zagueiro Maurício Barbosa, estreante da noite, na ânsia de tentar salvar mandou contra suas próprias redes. A bola tocou em sua perna e joelho, antes de surpreender o goleiro Caíque França, aos 31 minutos.

O segundo gol foi uma falha coletiva da defesa, que saiu jogando com passes curtos e perdeu a posse. Nadson ficou com a bola, invadiu a grande área e chutou no canto do goleiro aos 34 minutos. Os dois gols, em falhas próprias, baixaram o astral dos paulistas.

No intervalo, o técnico Roberto Cavalo voltou com três substituições no Oeste. Entraram o lateral Salomão no lugar de Caetano, o volante Yuri no lugar de Lídio e o atacante Bruno Alves na vaga de Bruno Lopes. O time também voltou ‘energizado’ e com mais disposição.

OESTE DIMINUIU

Tanto que diminuiu o placar aos nove minutos. Pelo lado esquerdo, Léo Ceará cobrou a falta em curva em direção à pequena área. O zagueiro Maurício Barbosa subiu de frente e testou firme, deixando o goleiro Matheus Mendes sem reação, apesar de saltar na bola.

O CSA quase devolveu aos 11 minutos, quando Diego Renan invadiu a área sozinho e parou nas mãos do goleiro Caíque que aterrissou nos pés do adversário.

O Oeste manteve a pressão no ataque, mesmo correndo o risco de sofrer algum contra-ataque.

BOLA NA TRAVE

Aos 39 minutos, o CSA quase ‘matou o jogo’ quando Diego Renan desceu pelo lado esquerdo e, mesmo sem ângulo, finalizou forte. A bola tocou na trave direita e saiu.

Depois disso, o CSA priorizou a marcação e não se arriscou mais até os 51 minutos, quando aconteceu o apito final.

PRÓXIMOS JOGOS

Pela 29.ª rodada, na terça-feira à noite, os dois times voltam a campo. O CSA vai enfrentar o Cruzeiro, às 21h30, no Mineirão em Belo Horizonte (MG). O Oeste vai pegar o Cuiabá, às 16 horas, na Arena Barueri.

Fonte: Futebol Interior

Comentários