Esporte

26 de maio de 2019 18:40

Em jogo de duas viradas, Flamengo vence o Athletico-PR no Maracanã

Flamengo saiu na frente, tomou a virada no 2º tempo, mas encontrou forças para reagir vencer

↑ Gabigol abriu o placar para o Flamengo no Maracanã na vitória por 3 a 2 contra o Athletico-PR (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Em partida com final emocionante, o Flamengo derrotou o Ahtletico Paranaense por 3 a 2, na tarde deste domingo, no Maracanã. O Rubro-Negro da Gávea saiu na frente, tomou a virada no segundo tempo, mas encontrou forças para reagir e alcançar a vitória nos minutos finais. O resultado fez o time carioca chegar aos dez pontos ganhos e subir para a quinta colocação na classificação do Campeonato Brasileiro. O Furacão sete com sete pontos ganhos na décima posição, mas ainda pode ser superado no final da rodada.

Mesmo enfrentando um adversário escalado com um time alternativo, o Fla encontrou grande dificuldade para conseguir a vitória. Depois de um bom primeiro tempo, a equipe dirigida por Abel Braga caiu muito na etapa final e permitiu a reação do adversário, mas ainda mostrou capacidade para conseguir a virada e garantir o importante resultado. Os gols foram marcados por Gabigol, Bruno Henrique e Rodrigo Caio para o Flamengo, enquanto Marcelo Cirino anotou os dois do Furacão.

Na próxima rodada, o Mengão vai enfrentar o Fortaleza, no Maracanã; o Atlético Paranaense vai receber o Fluminense na Arena da Baixada.

O jogo – Escalado com um time alternativo, o Atlético começou a partida com mais posse de bola, embora sem qualquer profundidade. O Flamengo, apoiado por grande torcida, tentava ser mais objetivo para chegar à área adversária. Aos quatro minutos, Willian Arão fez bom lançamento para Bruno Henrique que bateu para o gol, mas o zagueiro Lucas Halter desviou para escanteio. Dois minutos depois, Éverton Ribeiro recebeu de Pará e tentou o cruzamento, mas a bola fez curva e quase encobriu o goleiro Santos que conseguiu desviá-la para escanteio.

O time dirigido por Abel Braga seguia com o controle da partida, enquanto o Furacão, muito retraído, apenas se defendia sem criar condições para incomodar a defesa carioca. Aos 11 minutos, após cobrança de escanteio, Rodrigo Caio subiu mais do que a zaga, mas a cabeçada encobriu o travessão.

Só aos 17 minutos é que o Ahtletico chegou com perigo. Márcio Azevedo levantou na área, Cirino desviou e a bola sobrou para Lucas Halter que chutou forte, mas Diego Alves fez grande defesa, evitando o primeiro gol da equipe visitante.

Logo depois foi a vez do goleiro Santos aparecer com destaque. Após passe errado de Márcio Azevedo, a bola ficou com Bruno Henrique que chutou forte para grande intervenção de Santos. O jogo ficou mais aberto e após falha de Diego, Marcelo Cirino tentou colocar no canto e Diego Alves defendeu com segurança.

Aos 32 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. Madson recuou mal e o goleiro Santos acabou derrubando Gabigol na tentativa de impedir a conclusão do atacante. O árbitro marcou pênalti e depois foi confirmar a marcação no VAR, demorando mais de três minutos. Depois da infração confirmada, Gabigol bateu o pênalti com chute forte e colocou o Flamengo na frente.

Depois de passar à frente, o Rubro-negro da Gávea continuou pressionando para tentar ampliar a vantagem, mas a equipe paranaense conseguiu, nos acréscimos, criar grande chance para empatar. Márcio Azevedo investiu pela esquerda e cruzou para a cabeçada certeira de Erick, mas Diego Alves fez grande defesa e manteve o Flamengo na frente.

O Ahtlético começou o segundo tempo com uma postura mais ofensiva para buscar o gol do empate. Aos dois minutos, após rebatida errada de Rodrigo Caio, Braian Romero chutou forte, mas a bola desviou em Renê. Logo depois, Braian Romero cruzou na área e Erick, de bicicleta, mandou por cima do gol, assustando a torcida do Flamengo.

A equipe da casa voltou com um ritmo mais lento, permitindo que o adversário fizesse pressão em busca do gol do empate. E a briga do Furacão acabou premiada aos 18 minutos quando Braian Romero recebeu ótimo passe de Tomás Andrade e cruzou para a pequena área. Diego Alves não conseguiu interceptar e Marcelo Cirino empurrou para as redes, fazendo valer a lei do ex.

Só depois de sofrer o gol do empate é que o Flamengo voltou a tentar retomar o controle do jogo. Aos 22 minutos, Éverton Ribeiro recebeu de Diego e mandou por cima do travessão. Logo depois dessa jogada, a arbitragem decidiu revisar um lance anterior quando Bruno Henrique derrubou Madson na área. Depois de consultar o VAR, o árbitro marcou pênalti a favor da equipe do Paraná.

Aos 27 minutos, Marcelo Cirino fez a cobrança e Diego Alves ainda tocou na bola que foi morrer no fundo das suas redes. Logo depois de sofrer o segundo gol, o técnico Abel Braga decidiu tornar sua equipe mais ofensiva e trocou o volante Piris da Motta pelo atacante Vitinho.

A torcida demonstrava impaciência com os erros cometidos pela equipe da casa e alguns jogadores, como o meia Diego, eram vaiados a cada toque na bola. Aos 40 minutos, quase que o Furacão marcou o terceiro gol. Bruno Guimarães lançou Madson que investiu pela direita e cruzou na pequena área, mas os atacantes chegaram atrasados para a conclusão.

Aos 44 minutos, o Flamengo marcou o gol do empate. Éverton Ribeiro cruzou da direita e Bruno Henrique apareceu entre os zagueiros para cabecear e deixar tudo igual. Aos 47 minutos, Tomás Andrade desperdiçou a chance de colocar sua equipe na frente, mais uma vez, ao demorar a chutar, depois de receber na área.

O Flamengo marcou o terceiro gol aos 50 minutos, através do zagueiro Rodrigo Caio que, após cobrança de escanteio, cabeceou sem chances para Santos e garantiu a vitória da sua equipe.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 2 ATHLETICO-PR

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 26 de maio de 2019 (Domingo)
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Leandro Pedro Vuaden(RS)
Cartão Amarelo: Diego, Bruno Henrique, Pará, Rodrigo Caio(Fla);Santos,Wellington, Márcio Azevedo(AP)
Gols:
FLAMENGO: Gabigol, aos 32 minutos do primeiro tempo ; Bruno Henrique, aos 44 e Rodrigo Caio aos 50 minutos do segundo tempo
AHTLETCO PR: Marcelo Ciritno, aos 18 e 27 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará(Rodinei), Rodrigo Caio, Thuler e Renê; Piris da Motta(Vitinho), Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro; Gabigol (Lincoln) e Bruno Henrique
Técnico: Abel Braga

ATHLETICO-PR: Santos, Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Erick e Matheus Rossetto(Bruno Guimarães); Marcelo Cirino, Braian Romero(Paulo André) e Thonny Anderson(Tomás Andrade)
Técnico: Tiago Nunes

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

MAIS NO TH