Esporte

4 de agosto de 2018 00:16

Azulão derrota Juventude no Rei Pelé e encosta na liderança da Série B

Na próxima rodada, o CSA visita o Goiás no Estádio Olímpico

↑ Hugo Cabral marcou único gol do jogo (Foto: Divulgação/CSA)

O Azulão venceu nesta sexta-feira (3) o Juventude por 1 a 0 no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Em uma partida muito pegada e de forte marcação, os mandantes mostraram determinação e paciência para chegar a mais um bom resultado na competição. O apoio da torcida acabou sendo decisivo para ajudar na vitória em território alagoano. O único gol foi marcado por Hugo Cabral.

Com o resultado, o CSA pulou para os 34 pontos, na segunda colocação, mas agora empatado com o líder Fortaleza, com 34 pontos. Com isso, a pressão fica em cima dos cearenses, que encaram o Coritiba nesse sábado, em casa, ás 16h30. E o Juventude, por enquanto, segue em 13º lugar, com 24 pontos, mas pode perder posições ao final da rodada.

Na próxima rodada, o CSA visita o Goiás no dia 10, sexta, às 19h15 (Horário de Brasília), no Estádio Olímpico. Já o Juventude recebe no sábado o Figueirense, às 19h (Horário de Brasília), no Alfredo Jaconi.

Jogo

O Azulão começou com todo o gás e foi para cima do Alviverde. Aos 02, Daniel Costa bateu o escanteio, Xandão cabeceou e o goleiro Douglas faz uma grande defesa. Já o Juventude tem uma proposta de jogo bem definida: fechado na defesa e explorando os contra-ataques.

Após uma pressão inicial do CSA, o time da Serra conseguiu encaixar a marcação o que dificultou a transição ofensiva dos alagoanos. Por pouco os gaúchos não abriram o placar. Aos 22, Guilherme Queiroz, chutou de fora da área e a bola passou perto. Três minutos depois, o meio-campo do Juventude trocou passes na entrada da área dos mandantes. O atacante Queiroz finalizou e mandou para fora.

Com dificuldade de trabalhar a bola no chão, a equipe alagoana começou a explorar as jogadas de bola aérea. Mesmo com os dois times mostrando disposição, faltou maior criatividade no meio-campo e infiltrações dos ataques. Aos 44, Rafinha cruzou da esquerda, Didira desviou de cabeça e o goleiro Douglas faz mais uma boa defesa. O arqueiro do Alviverde vem se mostrando bem seguro quando foi exigido.

Segue o mesmo panorama do primeiro tempo na etapa final. O CSA com mais posse de bola, insistiu em chutes de longe e cruzamentos na área. Enquanto os visitantes se posicionaram com duas linhas de cinco e buscavam jogadas de contra-ataque com Guilherme Queiroz. Aos 13, Rafinha soltou a bomba, o goleiro Douglas faz mais uma grande defesa.

Na medida que o tempo foi passando, os alagoanos foram se soltando mais pra frente com objetivo de buscar a vitória. Assim os espaços para o contra-ataque começaram a surgir e quase o Juventude abriu o placar. Aos 24, Yuri Mamute é lançado, mas Lucas Frigeri saiu do gol e ganhou do atacante.

Tecnicamente a partida caiu muito em qualidade com os times afunilando as jogadas pelo meio-campo. Por sua vez, o Juventude quando chegou no ataque levou bastante perigo a meta de Lucas Frigeri. Aos 35, após boa troca de passes, Yuri Mamute apareceu do lado esquerdo e chutou forte. No expediente mais usado pelos donos da casa durante o jogo surtiu efeito. Aos 37, Rafinha se livrou da marcação e mandou a bola na cabeça de Hugo Cabral. O atacante apenas subiu para tocar por fundo da rede.

Em um jogo bastante truncado no segundo tempo, o triunfo dos alagoanos passou pela eficiência na bola aérea que vinha sendo bem controlada pelo Alviverde. A entrada de Hugo Cabral foi decisiva para o CSA se consolidar no G-4 da Série B.

Fonte: Redação com Gazeta Esportiva

Comentários