Entretenimento

23 de outubro de 2021 15:10

Outubro: Gênero e Sexualidade são os temas da 4ª Gira do Festal 2021

Serão pautadas as questões de Gênero e Sexualidade na mesa redonda de abertura e nas apresentações de teatro e performance, com show musical de Maju Shanii no último dia

↑ 4ª Gira do Festal 2021 (Imagem: Assessoria)

A quarta semana de apresentações da 6ª edição do Festival de Artes Cênicas de Alagoas (Festal) acontece de 21 a 24 de outubro com a Gira sobre Gênero e Sexualidade, que traz a mesa redonda “Os saberes insurgentes da cena artísticu alagoanu – inflexões a partir do gênero e da sexualidade”, como abertura na quinta-feira (21), às 20h, com os convidados Corpa Atômica (Coletive feminista de dança) e Fenix Zyon (artiste trans não binário – dança/vogue/Balls), sob mediação de Regis Oliveira.

Na sexta-feira (22), às 20h, será transmitido o espetáculo teatral “Ciranda de Boldo”, de Wanderlândia Melo, com recurso de audiodescrição. E no sábado acontecem duas apresentações de performances, sendo a primeira às 18h com o espetáculo “Reagente +: Modo/moda e movimento”, por Fênix Zion, e às 20h, com o espetáculo “Mamilos”, da Coletiva Corpatômica, acessível com audiodescrição.

O bate-papo do domingo será às 16h, com acessibilidade em libras, e reúne todos os artistas e grupos que se apresentaram durante a semana, seguido do show musical da drag queen Maju Shanii.

A cobertura crítica desta 6ª edição está sendo por conta do Filé de Críticas, coletivo alagoano de estudos, pesquisa e escrita em Crítica de Artes Cênicas, que está fazendo a cobertura semanal de todas as Giras, sendo um crítico(a) destinado a cada programação. E para cobrir a quarta semana de festival, a convidada do Filé é Dodi Leal, professora do Centro de Formação em Artes e Comunicação (CFAC) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro, e líder do grupo de pesquisa “Pedagogia da Performance: visualidades da cena e tecnologias críticas do corpo” (CNPq/UFSB). Realiza estudos e obras artísticas de performance e iluminação cênica, perpassando por ações de crítica teatral, curadoria e pedagogia das artes.

Já para a 5ª Gira – Cena Pretas/Negras, Lorenna Rocha é a convidada do Filé para analisar a última semana de festival. Ela é licenciada em História (UFPE) e crítica cultural. Pesquisadora acerca das dramaturgias negras brasileiras e dos cinemas negros, atua como crítica, curadora e revisora textual na revista multimídia Quarta Parede e integra a redação da Revista Cinética.

O Festival é transmitido gratuitamente pelo canal do Festal no youtube. As atividades possuem recursos de libras e audiodescrição, que vem sendo incluídos desde a 2ª edição promovendo a abertura de espaços artísticos que eram negados para pessoas com deficiência. E também haverão artistas surdes pautando suas vivências na cena artística.

Contemplada na Lei Aldir Blanc com o Prêmio Eric Valdo, a 6ª edição do Festival de Artes Cênicas de Alagoas – Construindo Espaços de Aquilombamento conta com 5 semanas de atividades temáticas que acontecem de 30 de setembro a 31 de outubro, sendo elas: 1ª Gira: Cultura Popular, 2ª Gira: Memória e Política, 3ª Gira: Acessibilidade, 4ª Gira: Gênero e Sexualidade, e 5ª Gira: Cena Pretas/Negras. O projeto é uma iniciativa da Rede de Artes Cênicas de Alagoas composta por grupos e artistas independentes do Estado.

Confira a programação:

4ª Gira Gênero e Sexualidade

21/10
20h – Mesa Redonda: Gênero e Sexualidade – “Os saberes insurgentes da cena artísticu alagoanu – inflexões a partir do gênero e da sexualidade” (Libras)
Mediação: Regis Oliveira
Convidados: Corpa Atômica (Coletive feminista de dança) e Fenix Zyon (artiste trans não binário – dança/vogue/Balls)

22/10
20h – Espetáculo: Ciranda de Boldo (audiodescrição)
Grupo/artista: Wanderlândia Melo
Teatro

23/10
18h – Espetáculo: Reagente +: Modo/moda e movimento
Grupo/artista: Fênix Zion
Performance

20h – Espetáculo: Mamilos (audiodescrição)
Grupo/artista: Coletivo Corpatômica
Performance

24/10
16h – Bate-papo com os grupos e artistas participantes (Libras)
Participantes: Wanderlândia Melo, Fênix Zion e Coletiva Corpatômica

18h – Show Musical: Maju Shanii

5ª Gira Cena Pretas/Negras

28/10
20h – Mesa Redonda: Cenas Pretas/Negras – “Cenas pretas em Alagoas: um movimento por outras narrativas” (Libras)
Mediação: Gessyca Geyza
Convidados: Daniela Beny (Artista/Professora e pesquisadora das Artes Cênicas) e Allexandrëa Constantino (Multiartista)

29/10
20h – Espetáculo: Ao Meu Corpo (Libras)
Grupo/artista: Rodôlfo da Silva Aquino
Dança

30/10
18h – Espetáculo: Rala Fora Playboy (Libras)
Grupo/artista: Cia Preto Tição de Teatro
Teatro

20h – Espetáculo: Corpo Saravá (Libras)
Grupo/artista: Cia Urucungo
Dança

31/10
16h – Bate-papo com os grupos e artistas participantes (Libras)
Participantes: Rodôlfo da Silva Aquino, Cia Preto Tição de Teatro e Cia Urucungo

18h – Show Musical: Mary Alves

Para mais informações:
082 98849-2085 (imprensa)
082 99662-3040 (programação)

Acompanhe o FESTAL 2021 pelo Youtube!

Inscreva-se aqui ⤵️
https://bit.ly/FESTALnoYoutube

Texto produzido por Pei Shung Fon, estudante de Relações Públicas e voluntária no projeto de extensão Bureau de Comunicação Comunitária da UFAL, sob coordenação da professora Manuela Callou e adjunta Keka Rabelo, junto do GT de comunicação do Festal 2021.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH