Entretenimento

21 de fevereiro de 2020 12:11

Ex-segurança diz que Rose endeusava Gugu Liberato, mas viviam separados

"Era ele em um pedestal, e ela de joelho o dia todo, rezando pra ele", disse Paulo Telhada

↑ Foto: Reprodução/Revista Caras

Paulo Telhada, ex-segurança do apresentador Gugu Liberato, revelou detalhes do relacionamento dele com a média Rose Miriam Di Matteo. Em entrevista à coluna de Ricardo Sampaio, do portal UOL, o atual policial militar da reserva e deputado estadual em São Paulo expôs a rotina de Gugu e Rose.

“A Rose endeusava o Gugu. Era ele em um pedestal, e ela de joelho o dia todo, rezando pra ele. Não tô exagerando. Aquilo me irritava, porque ela se anulou. Deixou de ser a médica… tanto que no final ela estava com uns problemas psicológicos ferrados”, disse.

Telhada contou que Rose era ajudante de palco de Gugu quando se conheceram. “O tempo passou, o Gugu pôs na cabeça que queria ser pai. Ela o admirava muito, era deslumbrada. Ele tinha cautela a respeito da pessoa com quem iria se juntar”, declarou.

Conforme o ex-segurança, o comunicador confiava em Rose por ela ser “completamente devotada” a ele. “A Rose jamais se colocaria contra o Gugu”, argumentou.

A respeito de um contrato no qual sugere que Gugu e Rose nunca foram um casal, Telhada comentou: “Com certeza [ele] colocou no papel que a Rose teria direito a isso, isso e aquilo. E ela topou. Tanto que eu dizia: ‘Larga mão de ser burra, Rose. Você é mulher do Gugu.’ Ela dizia: ‘Não, Telhada, deixa, o Gugu quer assim’”, disse.

O deputado, contudo, negou que já tenha visto os dois morarem juntos. “Se eles tinham relacionamento sexual, não sei informar”, emendou Telhada, que trabalhou para Gugu de 1991 a 2005.

Fonte: Pipocando / Saullo Brenner

Comentários

MAIS NO TH