Economia

15 de dezembro de 2017 18:16

Governo de AL vai atuar para elevar produção e competitividade do setor sucroenergético

Renan Filho participou de reunião com integrantes do Sindaçúcar em Rio Largo

↑ Governador Renan Filho garantiu que vai se empenhar para criar meios que favoreçam o aumento da produção e da competitividade (Foto: Márcio Ferreira / Agência Alagoas)

O governador Renan Filho se reuniu, na tarde desta sexta-feira (15), na sede da Usina Utinga Leão, em Rio Largo, com integrantes do Sindicato das Indústrias de Açúcar e do Álcool de Alagoas (Sindaçúcar). Na ocasião, eles debateram a situação do setor sucroenergético, que passa por dificuldades, e trataram das perspectivas para os próximos anos. Ele garantiu que vai se empenhar para criar meios que favoreçam o aumento da produção e da competitividade.

“Eu vou fazer o esforço máximo, dentro da Responsabilidade Fiscal necessária, para que a gente eleve a competitividade do setor com relação aos estados vizinhos. Somos o expoente da produção de açúcar e álcool no Nordeste e não podemos ser o menos competitivo”, afirmou Renan Filho.

O setor registra baixas sucessivas na produção, que caiu cerca de 50% nos últimos oito anos. A safra 2017/2018 deve ficar entre 11 e 14 milhões de toneladas de cana. Em 2010, o setor chegou a processar 25 milhões de toneladas. Das 18 usinas em operação, oito encontram-se em processo de recuperação judicial.

A queda drástica da produção de cana se deve, segundo o setor, a três anos consecutivos de seca, a falta de recursos para investimentos, política de preços e a problemas de gestão.

“Nós temos que trabalhar incentivos para o replantio de áreas em Alagoas para os fornecedores, sobretudo aos pequenos, mas também para a indústria, e elevar a competitividade do do Estado de Alagoas”, disse o governador, propondo a criação de um Grupo de Trabalho (GT) com representantes das entidades que formam o setor sucroenergético.

Participaram da reunião o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito; o presidente do Sindaçúcar, Pedro Robério; da Fetag, Cícero Domingos de Oliveira; do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria, Jackson Lima; da Asplana, Edgar Antunes; e do Grupo EQM, Eduardo de Queiroz Monteiro.

“O governador sempre esteve atento aos pleitos do setor e com certeza vai nos ajudar a resolver esses problemas”, declarou Edgar Antunes.

Ao presidente da Fetag, Renan Filho garantiu que vai reativar o Programa Amigo Trabalhador e elevar a qualificação da mão de obra.

“Discutimos com a Fetag a qualificação e o auxílio aos trabalhadores na entressafra. Com a Asplana, debatemos a mecanização de áreas, o aumento da produtividade, a distribuição de tratores para que possam colaborar com os fornecedores de cana e também com as indústrias, no sentido de garantir que com política tributária e fiscal mais eficientes a gente induza o desenvolvimento do setor”, citou o governador.

Visita

A comitiva seguiu de ônibus para visitar um mirante construído recentemente, de onde se tem uma vista panorâmica da indústria e do vale, em que está instalada a Usina Utinga Leão.

Em seguida, o grupo visitou o parque industrial. Ali foi descerrada uma placa para registrar a visita de Renan Filho ao Grupo EQM, que administra a Usina Utinga Leão.

Comentários

MAIS NO TH