Tecnologia

2 de janeiro de 2021 10:31

Amazon avança contra Spotify e compra rede de podcasts Wondery

Com acordo de US$ 300 milhões pela compra da Wondery, Amazon pretende ampliar produção de podcasts originais

↑ Wondery tem dezenas de podcasts (Imagem: Reprodução)

Depois de liberar podcasts em seu serviço de streaming, a Amazon continua investindo no ramo. A empresa chegou a um acordo de compra da rede de podcasts Wondery e deve aumentar a concorrência com o Spotify por conteúdos originais. O valor do negócio não foi oficialmente divulgado, mas, segundo o New York Times, é de US$ 300 milhões.

Como comparação, o Spotify investiu cerca de US$ 200 milhões em 2019 para comprar a rede de podcasts Gimlet Media. Em comunicado sobre o acordo, a Amazon indicou que pretende aproveitar a experiência da Wondery na produção de podcasts narrativos, como Dirty John, Dr. Death e The Shrink Next Door.

“Junto com a Wondery, esperamos acelerar o crescimento e a evolução dos podcasts, trazendo criadores, hosts e experiências imersivas para ainda mais ouvintes em todo o mundo, assim como fazemos com a música. Este é um momento crucial para expandir a oferta do Amazon Music para além da música, à medida que os hábitos do ouvinte evoluem”, afirmou a empresa.

Com o acordo, o CEO Hernan Lopez, que fundou a Wondery em 2016, será substituído pela diretora de operações da produtora, Jen Sargent. Ex-executivo da Fox, Lopez foi alvo de acusação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que apontou o pagamento de propina a dirigentes da Conmebol em acordos de transmissão da Libertadores e das Eliminatórias da Copa do Mundo. Lopez nega as acusações.

Amazon promete não restringir podcasts

A Amazon informou que os ouvintes dos podcasts da Wondery não serão afetados após a conclusão do negócio. De acordo com a empresa, os conteúdos seguirão disponíveis em várias plataformas. Em vez disso, a ideia da compra é que a produtora passe a publicar ainda mais conteúdo.

No comunicado, a Amazon não revelou uma previsão de quando o acordo será concluído e afirmou apenas que ele está sujeito às condições comuns de fechamento.

Fonte: Tecnoblog / Texto: Victor Hugo Silva

Comentários

MAIS NO TH