Tecnologia

15 de setembro de 2020 11:07

Com pandemia, consumidores de farmácia compram mais por aplicativo

Apesar do tráfego de usuários ser maior pelo site, 52,7% da receita são de dispositivos móveis

↑ (Imagem: Ilustração)

Mais confiantes em relação ao e-commerce, os consumidores de farmácia têm utilizado um novo aliado na hora de comprar online: o celular. De acordo com o Farmácias APP, aplicativo de vendas online de itens de saúde e beleza, as vendas por aplicativos representam 52,7% do total da sua receita, versus 47,3% das compras via site. O levantamento leva em conta o primeiro semestre de 2020.

Analisando o período, os compradores do site representam a maioria no número de usuários. Segundo o levantamento, 78,3% dos consumidores provém da web, seguido por 11,2% da plataforma iOS e 10,6% do Android, totalizando 21,7% em mobile.

Mesmo com a maior parcela no tráfego, a taxa de conversão em vendas pelo PC é a menor no comparativo com os aplicativos. Apesar da alta porcentagem, as compras pelo desktop representam somente 47,3% da receita total, contra 52,7% de dispositivos móveis, tendo a plataforma Android com 29,5% e iOS com 23,2% da totalidade.

“Os consumidores costumam utilizar a internet para fazer pesquisas de produtos e comparação de preço. Isso explica o fato de que, mesmo com a maioria dos acessos serem via computador, o poder e decisão de compras dos usuários de aplicativo é maior”, conclui Renata Morais, coordenadora de Marketing do Farmácias APP.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH