Tecnologia

11 de setembro de 2020 14:53

iPhone pode ganhar função de expelir água através do alto-falante

Tecnologia está presente nos relógios da Apple desde o Apple Watch 2

↑ (Foto: Thássius Veloso / TechTudo)

O iPhone pode ganhar uma função de expelir água por meio do alto-falante em caso de contato com líquido. A Apple registrou patentes que indicam que o recurso deve detectar água nas cavidades internas do celular e expulsar substâncias que podem danificar o smartphone. A tecnologia já está presente nos smartwatches da empresa desde o Apple Watch 2.

A Xiaomi também oferece uma ferramenta similar no Redmi 8 e no Redmi 8A para remover a poeira dos alto-falantes, evitando que a sujeira se acumule e obstrua a passagem do som. As solicitações foram feitas ao escritório de patentes dos Estados Unidos em 2019, mas só agora vieram a público.

A implementação do recurso tem por objetivo evitar a entrada de água nas cavidades internas, o que pode vir a danificar o celular. Mesmo os smartphones mais recentes da Apple tendo certificação IP68, os telefones possuem componentes sensíveis e funções que podem apresentar problemas quando o aparelho é exposto à umidade, como a câmera e GPS.

Os detalhes da primeira patente mostram que a função deve funcionar de forma semelhante à tecnologia encontrada no Apple Watch. O recurso deve utilizar um diafragma capaz de atuar em resposta a um campo magnético, expelindo a água por meio do alto-falante.

O registro também mostra que o sistema é capaz de expulsar diferentes tipos de líquidos e ainda detectar a presença de cristais de água salgada, que também poderão ser removidos com a ação do diafragma.

Já a segunda patente descreve uma cobertura de gel envolvendo parte do dispositivo, com eletrodos em volta capazes de detectar a presença de água. Estes mesmos eletrodos seriam usados, então, para gerar calor, fazendo com que a substância evapore. Dessa forma, ela seria eliminada em forma de vapor ao invés de ser empurrada para fora no estado líquido.

Não há informações até o momento se os recursos descritos serão adicionadas nas próximas gerações do iPhone. É importante lembrar que o registro de patentes não garante que a tecnologia será de fato implementada nos dispositivos.

Fonte: TechTudo / Texto: Giovana Guerra

Comentários

MAIS NO TH