Tecnologia

19 de julho de 2020 09:29

Campanha digital busca enfrentar e prevenir o tráfico de pessoas

Com o tema “Não é lenda, é crime”, ação da Seprev vai funcionar por meio das redes sociais entre os dias 27 e 31 de julho

↑ (Foto: Ilustação/Ascom Sesau)

Entre os dias 27 e 31 de julho acontece, em todo o Brasil, a Semana Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. A Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) apoia a iniciativa, que busca conscientizar a população sobre o tema.

De acordo com o Relatório Global sobre o Tráfico de Pessoas, publicado em dezembro de 2018 pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC/ONU), a maior parte das vítimas desse tipo de crime é composta por mulheres adultas (49%) e por crianças (30%). As vítimas de tráfico realizado com o objetivo de exploração sexual são, em sua grande maioria, mulheres e meninas. Elas também representam 35% das vítimas de tráfico para trabalho forçado.

O tráfico de pessoas é definido como o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, utilizando ameaça, uso da força ou outras formas de coação, levando a vítima a uma situação de exploração. O tráfico pode acontecer para vários fins: exploração sexual, trabalho equivalente ao de escravo, extração de órgãos humanos, adoção ilegal, entre outros.

Com isso, durante toda a semana a Seprev irá realizar uma campanha em seus perfis nas redes sociais com o tema “Não É Lenda, É Crime”, conscientizando sobre os perigos e as formas do tráfico de pessoas. Para saber mais, os interessados podem acessar o Instagram da Seprev por meio do @seprev.alagoas.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH