Tecnologia

21 de maio de 2020 11:15

Vendas on-line crescem e asseguram o emprego em vários segmentos

De comida a imóveis, a compra remota possibilita o movimento da economia.

↑ (Imagem: Ilustração)

Em meio a tanta notícia negativa, grande parte consequência da pandemia mundial, um dado positivo chama a atenção. Mais de R$22 bilhões foi o faturamento do comércio eletrônico nos quatro primeiros meses do ano. Esse número, segundo a 41ª edição do Webshoppers, considerado o mais amplo relatório sobre e-commerce do país, representa 32% do resultado de todo 2019. Os principais setores que puxaram esse aumento foram eletrônicos, casa e decoração, informática e itens de consumo rápido, mas outros segmentos da economia também intensificaram suas vendas online e tem obtido bons resultados.

Um exemplo disso, é o mercado imobiliário. A MRV, com 40 anos de atuação, lançou este ano a plataforma de venda digital. Inédita no setor, a ferramenta possibilita que o cliente realize toda a jornada de compra de um apartamento, em poucas horas, sem sair de casa. De forma remota o cliente pode realizar o tour virtual por todas as unidades à venda, escolher o condomínio e o apartamento que deseja, enviar a documentação, realizar a simulação e a aprovação de crédito, negociar a proposta de compra e assinar o contrato digitalmente. Tudo isso, acompanhado, remotamente, por corretores.

De acordo com o relatório sobre e-commerce do país, entre 17 de março e 27 de abril deste ano, o comércio online brasileiro chegou a R$ 8,4 bilhões em faturamento, o que representa uma variação 48,3% sobre o mesmo período de 2019. Seguindo esse aumento, em abril, em um único final de semana o site da MRV teve cerca de 60% a mais de acessos de usuários do que o costume.

“Sabemos o quão importante é para o brasileiro a realização do sonho da casa própria. E, com a pandemia, o lar está sendo ainda mais valorizado, por acolher as famílias neste momento de vulnerabilidade. Por isso, além de todo o processo de compra remota, também, estamos oferecendo várias facilidades comerciais”, conta Thiago Cerqueira Resende, gestor de vendas da MRV em Alagoas. A construtora possibilita entrada parcelada em até 48 vezes, descontos no valor da unidade, documentação para alguns empreendimentos grátis, entre outras. “Com essas medidas, estamos conseguindo manter toda nossa equipe, sem nenhuma demissão”, reforça.

Além disso, de acordo com Thiago, há hoje no país fatores que colaboram com aqueles que desejam comprar um imóvel, como inflação controlada, juros dos bancos baixos e opções variadas de financiamento. “A Caixa Econômica Federal anunciou, em abril, outras medidas que estimula o mercado, como a liberação de R$ 43 bilhões para o financiamento da casa própria, que somam aos mais de R$ 111 bilhões divulgados anteriormente, carência de seis meses para novos contratos imobiliários de pessoas físicas e taxa de juros 3.7”, completa o executivo.

Para acessar a plataforma, entre no site www.mrv.com.br, ou Whatsapp (31) 9900 9000.

Sobre MRV
Ao completar 40 anos, a MRV acumula um histórico robusto de inovações para proporcionar experiências diferenciadas para seus clientes, se posicionando na vanguarda da indústria nacional. A empresa é a primeira Construtech de grande porte do mercado brasileiro. O processo de transformação digital da MRV vem consolidando a companhia na chamada indústria 4.0. Com foco principal no cliente, todo o investimento em inovação tem como finalidade proporcionar uma experiência diferenciada para esse público que conta com uma base de mais de 400 mil famílias. A MRV é profunda conhecedora de seus consumidores, seus hábitos de consumo e a saúde financeira destas milhares de pessoas. Com foco na evolução constante de seus processos, a MRV é a primeira empresa de seu setor a desenvolver e colocar em funcionamento uma plataforma de vendas, que possibilita seus clientes realizarem todo o processo de compra de um imóvel digitalmente.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH