Tecnologia

14 de maio de 2020 13:04

Windows 10 de 32 bits não poderá mais vir instalado em PCs novos

Microsoft não deixará fabricantes lançarem computadores com Windows 10 de 32 bits, liberando apenas sistema de 64 bits

A Microsoft não vai mais liberar o Windows 10 de 32 bits para ser pré-instalado em novos PCs de parceiros OEM: isso significa que as fabricantes deverão lançar computadores com este sistema operacional rodando a versão de 64 bits. No entanto, dispositivos atualmente na versão de 32 bits continuarão a ser atualizados.

Esta mudança começa a partir do May 2020 Update, também conhecido como versão 2004. “A partir do Windows 10, versão 2004, todos os novos sistemas com Windows 10 deverão usar compilações de 64 bits e a Microsoft não lançará mais compilações de 32 bits para distribuição OEM”, explica a empresa.

Como dissemos, atuais PCs rodando o Windows 10 de 32 bits ainda terão suporte. A mudança “não afeta os sistemas de clientes de 32 bits fabricados com versões anteriores do Windows 10; a Microsoft continua comprometida em fornecer atualizações de recursos e segurança nesses dispositivos”.

Além disso, a Microsoft sugere que ainda será possível baixar arquivos ISO para instalar versões mais recentes do Windows 10 de 32 bits. Ela promete “disponibilidade continuada de mídia de 32 bits em canais não-OEM para oferecer suporte a vários cenários de instalação de atualização”.

Poucos PCs rodam Windows 10 de 32 bits

Para relembrar: sistemas de 32 bits conseguem acessar 232 endereços de memória, ou até 4 GB de RAM. (Na prática, esse número acaba girando em torno de 3,5 GB.) Por sua vez, sistemas de 64 bits podem acessar 264 endereços de memória, ou cerca de 17 bilhões de GB.

Não há uma estatística oficial da Microsoft com o número de PCs atualmente rodando Windows 10 de 32 bits. Segundo a Pesquisa de Hardware e Software do Steam, somente 0,20% dos computadores estavam nessa versão em abril de 2020, contra 86,08% da variante de 64 bits.

Como nota o Bleeping Computer, usuários do Steam tendem a possuir PCs mais potentes e mais novos para rodarem jogos. Além disso, a Nvidia encerrou o suporte a drivers de 32 bits no ano passado. Ainda assim, isso dá uma ideia de como a base de 32 bits é pequena.

A Apple foi mais longe: o iOS 11 foi lançado em 2017 sem qualquer suporte a apps de 32 bits; o mesmo vale para o macOS Catalina, que vem sendo distribuído desde o ano passado.

Também em 2019, a Canonical tentou encerrar o suporte a aplicativos de 32 bits no Ubuntu, planejando fazer isso na versão 19.10. Após uma reação negativa, ela voltou atrás.

Fonte: Techblog

Comentários

MAIS NO TH