Tecnologia

31 de março de 2020 15:11

iPhone 12 deve estrear sensor 3D tipo LiDAR; recurso melhora AR e VR

Tecnologia marca presença na nova câmera do iPad Pro 2020

↑ Câmera do iPad Pro 2020: sensor LiDAR fica localizado na parte traseira (Foto: Divulgação / Apple)

O futuro iPhone 12, celular da Apple previsto para este ano, deverá ganhar o novo sensor 3D tipo LiDAR, o mesmo visto em carros autônomos. A empresa tem se empenhado em acrescentar tecnologias que permitam uma melhor experiência de Realidade Aumentada (AR em inglês) e Realidade Virtual (VR), em que o aparelho se torna uma janela para ver elementos digitais. Recentemente foi anunciado o iPad Pro 2020 com scanner que detecta a profundidade das coisas.

Comentava-se nos bastidores que o próximo smartphone de ponta viria com câmera tipo Time of Flight (ToF), a mesma do Huawei P30 Pro. Contudo, diante do lançamento do iPad Pro, a tendência é que o novo sensor de detecção de luz marque presença.

De acordo com o portal 9to5Mac, o código prévio do iOS 14 contém evidências de um novo aplicativo chamado Gobi que aproveita o poder dos sensores do scanner 3D. O app deve permitir que os usuários mapeiem o ambiente e visualizem mais informações sobre os objetos ao redor. Apesar das suposições divulgadas, a empresa da maçã não se pronunciou sobre o tema.

O LiDAR usa um sistema semelhante ao sensor ToF e DOF, dentro do limite de alcance de cinco metros. Os fótons de luz infravermelha disparados no ambiente calculam a distância entre os objetos para entender a profundidade de campo do lugar.

Ao apontar a câmera para o objeto desejado, o sensor receberá respostas do pulso de luz em intervalos de tempo distintos e, assim, calculará a distância específica entre o smartphone e os diferentes elementos que estão na imagem. A tecnologia não é exclusiva da Apple e pode ser encontrada em carros inteligentes que não necessitam de motoristas humanos, por exemplo.

Vazamentos no mês passado revelaram informações sobre o provável design e hardware que a nova série poderá apresentar. O recorte lançado no iPhone X pode ser substituído por uma tela sem notch, de modo a abrigar recursos como câmera de selfies, identificador do Face ID e auto-falantes na borda do celular. Recursos como uma câmera com sensor de 64 MP e bateria de 4.400 mAh também são esperados no iPhone 12 Pro Max.

A chegada do smartphone poderá ser adiada por conta das complicações causadas pela pandemia do novo coronavírus. As restrições ditadas pela disseminação da Covid-19 comprometeram o desenvolvimento da tecnologia 5G no novo iPhone, que já contava com isso na suposta ficha técnica. Diante disso, a empresa considera prolongar o prazo para a apresentação do produto.

É praxe da empresa presidida por Tim Cook lançar novos iPhones entre setembro e outubro. No entanto, rumores dão conta de que os modelos com conexão 5G podem ficar para o final de 2020 ou até mesmo 2021.

Fonte: TechTudo / Texto: Isabele Scavassa

Comentários

MAIS NO TH