Tecnologia

25 de março de 2020 20:42

Cientistas assinam carta em favor das medidas adotadas pelo Governo de AL

Pesquisadores atuantes no estado recomendam isolamento social, como fator necessário para minimizar danos à saúde e economia no país

↑ Documento tem assinaturas de pesquisadores atuantes em Alagoas (Foto: Creative Commons)

Pesquisadores atuantes em Alagoas articularam uma demonstração de apoio público ao Governo do Estado, expressando sua concordância em relação às medidas de isolamento social e contenção de epidemia decretadas pelo governador Renan Filho.

Redigida em Maceió e datada desta quarta-feira (25), a correspondência pública expressa um posicionamento adotado a partir da análise de dados do avanço da epidemia do Brasil e do mundo.

“Os dados atuais do Brasil acerca do número de infectados já traz um padrão de crescimento (…) similar ao observado em outros países (…) como Itália, França e Inglaterra (…) Portanto, ações públicas e sanitárias brasileiras devem ser equiparadas àquelas já implementadas por estes países desenvolvidos (…) Utilizando dados brasileiros, temos modelos matemáticos confiáveis que preveem que o número de infectados no país será da ordem de dezenas de milhares em alguns dias ”, diz o texto.

De maneira destacada, os cientistas de Alagoas declaram sua intenção de “endossar a manutenção das medidas de restrição de circulação e de isolamento social já implementadas pelo Governo do Estado”.

Os pesquisadores declaram ainda que todo o tempo ganho pela adoção dessas medidas pode ser gasto em ação e reorganização na luta contra a pandemia, e que a ação conjunta de hoje irá se refletir numericamente nos próximos meses.

A carta conta com mais de 100 assinaturas, de pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, atuantes na Universidade Federal de Alagoas, Universidade Estadual de Ciências Médicas (Uncisal), Instituto Federal de Alagoas (Ifal) e Centro Universitário Cesmac. O teor do documento está sendo reproduzido na íntegra em perfis de pesquisadores nas redes sociais. Confira aqui a carta.

Na prática

Entre as ações tomadas pelos pesquisadores, por exemplo, está a fabricação de álcool em gel a 70% nas dependências da Universidade Federal de Alagoas, para doação a hospitais e asilos.

Por outro lado, o Governo de Alagoas, através de sua Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapeal), publicou nesta quarta (25), um edital de emergência lançado pelo Conselho Nacional das Faps (Confap), em parceria com a União Europeia, para diagnóstico do Corona Vírus.

Os cientistas interessados já podem acessar a chamada pública em www.fapeal.br e conferir as diretrizes específicas da Fapeal.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH