Tecnologia

26 de fevereiro de 2020 21:45

Facebook proíbe anúncios enganosos sobre coronavírus

Vírus, que se acredita ter se originado na cidade chinesa de Wuhan, no final do ano passado, matou mais de 2.700 pessoas até agora

↑ Facebook (Foto: Ilustração)

O Facebook anunciou nesta quarta-feira que proibirá anúncios de produtos que ofereçam curas ou algum tipo de prevenção para o surto do coronavírus e anúncios que criem um senso de urgência em relação à doença.

O vírus, que se acredita ter se originado na cidade chinesa de Wuhan, no final do ano passado, matou mais de 2.700 pessoas até agora.

Anúncios com alegações como “máscaras com 100% de garantia de impedir a propagação do vírus” não serão permitidos, disse um porta-voz da empresa.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA avisou a norte-americanos na terça-feira para começarem a se preparar para a disseminação do coronavírus, depois que casos surgiram em vários outros países.

No mês passado, o Facebook disse que removerá conteúdo relacionado ao vírus que possua “alegações falsas ou teorias da conspiração que foram denunciadas pelas principais organizações globais de saúde e autoridades locais de saúde”, juntando-se a empresas como TikTok e Pinterest.

Fonte: Reuters

Comentários

MAIS NO TH