Tecnologia

9 de janeiro de 2020 12:18

Xiaomi adia lançamento do celular com tela que dá volta

Xiaomi não explicou os motivos do cancelamento do lançamento de celular que custou US$ 70 milhões aos cofres da gigante chinesa.

↑ Mi Mix Alpha 

A Xiaomi adiou o lançamento do curioso celular Mi Mix Alpha e também manteve mistério sobre o motivo por trás da decisão. O telefone estava previsto para janeiro, depois de chamar a atenção do público tanto no Brasil quanto no exterior por causa da tela que “abraça“ o smartphone quase que por completo. Ela dá uma verdadeira volta e alcança a traseira do produto.

Apesar de não ter informado uma nova data de lançamento, a Xiaomi se comprometeu a prestar esclarecimentos o mais rápido possível.

O Mi Mix Alpha foi apresentado em 2019 quando a Xiaomi divulgou algumas informações sobre o smartphone. Além da tela inovadora de 7,92 polegadas, ainda vem com câmera tripla de 108 MP, 20 e 12 megapixels, Snapdragon 855 Plus, memória RAM de 12 GB, armazenamento interno de 512 GB e bateria de 4.050 mAh com carregamento rápido de 40 W.

As fotos do celular demonstravam o design diferenciado com tela Super AMOLED que “abraça” o smartphone. A fabricante até chegou a fazer afirmações sobre ter aprimorado o display para identificar quando o usuário esbarrasse na parte de trás da tela sem querer e quando ele efetivamente estava acionando algum recurso.

Mi Mix Alpha está equipado com Snapdragon 855 e memória RAM de 12 GB — Foto: Divulgação/Xiaomi

Mi Mix Alpha está equipado com Snapdragon 855 e memória RAM de 12 GB — Foto: Divulgação/Xiaomi

Mi Mix Alpha está equipado com Snapdragon 855 e memória RAM de 12 GB (Foto: Divulgação)

A expectativa era que o Mi Mix Alpha chegasse em janeiro deste ano no valor de 20.000 yuans, que dá cerca de R$ 11.710 em conversão direta. O valor supera até mesmo os smartphones mais caros à venda no mercado doméstico atualmente.

A própria Xiaomi admitiu que o projeto não levou em consideração custos e retorno, o que indica que a venda do celular não deve gerar lucro. Além disso, a empresa também explicou que provavelmente o aparelho não será produzido em larga escala.

Fonte: Tech Tudo

Comentários

MAIS NO TH