Tecnologia

26 de agosto de 2019 16:22

Espaçonave russa não consegue completar missão com robô humanoide

Diretor da agência espacial russa afirmou que uma nova tentativa será feita na terça-feira (27)

↑ Robô humanoide Fedor (Foto: Reprodução)

A espaçonave Soyuz com o robô humanoide Fedor a bordo, o primeiro a ser enviado pela Rússia ao espaço, não conseguiu se acoplar neste sábado (24) à Estação Espacial Internacional (ISS). O acoplamento previsto para as 2h30 (horário de Brasília) em modo automático não pode ser executado e a nave teve que se afastar.

Seis minutos depois, os cosmonautas russos ordenaram o cancelamento da operação depois que o dispositivo não conseguiu entrar no módulo de ancoragem Poisk, informou a NASA em um comunicado. O diretor da agência espacial russa Rocosmos, Dimitri Rogozin, disse no Twitter que uma nova tentativa será feita na terça-feira (27) de manhã. “A situação é difícil, mas está sob controle”.

De acordo com a transmissão ao vivo da Nasa, o acoplamento da Soyuz MS-14 foi cancelado quando a espaçonave estava a uma distância de apenas 60 metros da ISS. Agora, a espaçonave está a uma distância segura. O locutor na transmissão disse que a falha no acomplamento poderia ter sido causada por um problema com um amplificador do sistema de navegação Kurs localizado na ISS.

Rogozin disse ainda que os objetivos básicos do robô humanoide Fedor (Skybot F-850) incluem transmitir dados de telemetria, determinar parâmetros relacionados à segurança de vôo, incluindo sobrecargas, e realizar experimentos para testar as operações do robô no lado externo da estação espacial.

Fonte: Olhar Digital

Comentários

MAIS NO TH