Tecnologia

23 de agosto de 2019 17:37

Fabricante chinesa Meizu vende celulares no Brasil sem autorização da Anatel

Distribuidora Vi diz que smartphones estão 'em processo de homologação'

↑ (Foto: Divulgação / Meizu)

A fabricante chinesa de celulares Meizu encontra-se no olho do furacão em território nacional por vender aparelhos sem a homologação exigida pelo governo. Diversos modelos não são encontrados no sistema da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Casos assim são passíveis de multa em conjunto com suspensão ou cancelamento da homologação.

Em nota ao TechTudo, a distribuidora Vi, representante da Meizu no país, informa que ”já existem produtos da companhia homologados para venda no país e outros em processo de homologação, com pedidos já em tramitação”. A Anatel foi procurada pela reportagem. Este texto será atualizado caso se manifeste.

Em tese, nenhum dos equipamentos poderia chegar às lojas sem a certificação. Laboratórios credenciados pela Anatel realizam testes de segurança elétrica e de transmissão de dados para garantir que os smartphones podem operar em solo brasileiro.

De acordo com o site Mobizoo, apenas o telefone Meizu M5C tem selo da agência reguladora. Ainda assim, a autorização acaba em setembro, segundo a publicação.

O mais recente lançamento da marca é o Meizu M6S, disponível por R$ 699 com direito a tela de 5,7 polegadas e ficha técnica básica. O celular roda Flyme OS, sistema baseado no já antiquado Android 7 (Nougat). Ele também não aparece na lista da Anatel com produtos livres para comercialização no Brasil. Pelo menos outros três dispositivos da marca desembarcaram por aqui ao longo do ano.

A Xiaomi passou por situação similar. Depois de anunciar o retorno das operações ao país, em parceria com a distribuidora DL, viu a loja oficial ser autuada pelo Procon de São Paulo em junho por falta de homologação da Anatel. O incidente não estava relacionado com celulares, mas sim com demais equipamentos de casa conectada.

Fonte: TechTudo

Comentários

MAIS NO TH