Tecnologia

6 de agosto de 2019 17:19

Patente de celular com painel solar na traseira é registrado pela Xiaomi

Mas é bom não se empolgar: não há nada indicando que a empresa lançará um smartphone como esse

↑ (Imagem: Reprodução)

Os esforços de alguns nomes da indústria para diferenciar os seus produtos às vezes levam a ideias curiosas. O exemplo mais recente vem da sempre em voga Xiaomi: a companhia registrou uma patente na Organização Mundial de Propriedade Intelectual (WIPO, na sigla em inglês) para um smartphone que traz painel de energia solar.

A patente foi descoberta pelo site holandês LetsGoDigital que, com base nos diagramas fornecidos pela Xiaomi para a documentação da patente, criou esboços que nos dão noção do visual que o aparelho poderia ter.

Se a Xiaomi lançasse um smartphone baseado nesses diagramas, o aparelho teria um painel fotovoltaico ocupando a maior parte da traseira, mas posicionado logo abaixo do módulo de câmeras. A ideia aqui é óbvia: permitir que o usuário recarregue a bateria do celular usando energia solar.

Teoricamente, tudo o que a pessoa precisaria fazer seria posicionar o smartphone com a traseira orientada em direção à luz solar para iniciar a recarga. Por quanto tempo? Essa é uma das várias perguntas em aberto.

Embora a ideia seja interessante, ela está longe de ser inédita. Só para dar um exemplo, a Samsung lançou em 2009 um celular chamado E1107 Crest Solar que, como o nome indica, contava com esse recurso.

Só que a ideia não foi para frente porque ela não é viável — pelo menos ainda não. Eis uma das limitações: é de se presumir que um painel com essas dimensões exigiria várias horas para gerar um percentual minimamente decente de recarga.

Além disso, um sistema como esse deve trazer preocupações adicionais com a segurança para evitar, por exemplo, que o mecanismo de recarga aumente o risco de superaquecimento da bateria.

Convém não manter grandes expectativas com relação a um smartphone com painel de energia solar para um futuro próximo, portanto. É bastante provável que a Xiaomi tenha registrado a patente apenas para ter um domínio sobre a ideia.

Até o momento, a companhia não deu nenhum sinal de que pretende lançar um celular baseado nessa proposta.

Fonte: Tecnoblog / Texto: Emerson Alecrim

Comentários

MAIS NO TH