Tecnologia

22 de junho de 2019 13:54

Chrome agora avisa se site tiver endereço suspeito

Navegador começa a bloquear o acesso a endereços com truque de URL

↑ (Foto: Zíngara Lofrano / TechTudo)

O Google Chrome ganhou um novo mecanismo de segurança para impedir acesso a sites perigosos. O navegador começará a rastrear e bloquear páginas com suspeita de golpe homográfico — tática do cybercrime que engana usuários com URLs parecidas com portais familiares, como “go0gle.com”, por exemplo. A novidade foi liberada como uma atualização para o Chrome 75, versão mais recente do programa do Google no computador que chegou no início do mês.

O recurso do Chrome compara uma URL digitada na barra de endereços com o histórico de sites já visitados pelo usuário para conferir se há alguma diferença tênue nos caracteres. “Se a URL [digitada pelo usuário] for parecida e tenha chances de enganar ou confundir o usuário, o navegador exibe um aviso para ajudar a protegê-lo”, disse a Gerente de Produto do Chrome, Emily Schechter, em entrevista ao site de tecnologia Softpedia.

É possível burlar o bloqueio e acessar o site mesmo assim, ou alterar automaticamente para o endereço correto em caso de erro de digitação. Enganos como esse correm o risco de trazer o usuário para um site malicioso que possa infectar a máquina com algum malware. Golpes maliciosos costumam ter como alvo sites bancários ou e-commerce, com a intenção de enganar a vítima e desviar dinheiro de uma possível transação ou compra.

Aviso de site suspeito no Chrome 75 — Foto: Divulgação/GoogleAviso de site suspeito no Chrome 75 — Foto: Divulgação/Google

Aviso de site suspeito no Chrome 75 — Foto: Divulgação/Google

O Google também lançou o Suspicious Site Reporter, nova extensão para Chrome que ajuda a denunciar sites suspeitos de práticas de phishing. Segundo a empresa, páginas com comportamento abusivo confirmado farão parte de um banco de dados que ajudarão a bloquear acessos futuros, seja por parte de usuários do Chrome ou outros navegadores do mercado.

O plugin está disponível para download gratuito na Chrome Web Store, e usuários podem usá-la para indicar URLs de sites suspeitos de phishing para ampliar o banco de dados do Google e implementar a ferramenta de bloqueio de sites.

Além do aviso de acesso suspeito, o Chrome 75 também estreou um “modo leitura” nos experimentos do navegador, para que usuários ocultem elementos desnecessários do layout de sites ao ler um texto. A nova versão do navegador ainda aprimorou o Chrome Remote Desktop, ferramenta do Google para acessar computadores remotamente — agora é possível acessá-la por meio de um plugin e um site.

Fonte: Tech Tudo

Comentários

MAIS NO TH