Tecnologia

13 de junho de 2019 18:06

WhatsApp anuncia que vai processar quem envia mensagens em massa no aplicativo

Usuários e empresas que enviam mensagens automatizadas para muitas pessoas pelo aplicativo podem ser responsabilizados legalmente a partir de dezembro de 2019

↑ Fake news e mensagens impróprias no WhatsApp (Foto: Rodrigo Fernandes / TechTudo)

O WhatsApp atualizou recentemente a seção de perguntas e respostas do site oficial para informar que vai processar usuários que mandam mensagens em massa pelo app. Segundo a empresa, a prática abusiva de envio de conteúdos automatizados para um número significante de pessoas viola os Termos de Serviço do aplicativo. Usuários e empresas que não respeitarem a norma poderão sofrer consequências severas a partir de 7 de dezembro de 2019.

De acordo com o mensageiro, que pertence ao Facebook, a plataforma não foi criada para enviar mensagens automáticas. Seu intuito é de ser utilizado como forma de comunicação privada com contatos próximos. Vale lembrar que esta é mais uma iniciativa que visa combater as fake news (notícias falsas) espalhadas no mensageiro, que está disponível para Android, iPhone (iOS) e em versão web.

Um dos métodos tomados pelo app com o intuito de reduzir o conteúdo em massa foi limitar o encaminhamento de mensagens para apenas cinco contatos. Inicialmente, era permitido o envio do mesmo texto simultâneo para mais de 200 pessoas. Todas as modificações no software ocorreram devido à revelação de que empresas e usuários estavam espalhando notícias falsas (fake news) por meio da plataforma.

Fake news no WhatsApp

No ano passado, devido à divergência política e momento de eleição presidencial, o WhatsApp foi uma das principais plataformas de comunicação utilizada com o intuito de influenciar eleitores. Em outubro de 2018, uma reportagem publicada no jornal Folha de São Paulo denunciou a contratação ilegal de disparos de mensagens contra o Partido dos Trabalhadores (PT) por meio do aplicativo.

Após revelações envolvendo grandes organizações, a empresa resolveu banir centenas de milhares de contas do serviço apenas durante o período eleitoral brasileiro, além de fazer mudanças significativas em seu sistema para evitar, novamente, esse tipo de problema.

Além de limitar o envio de mensagens simultâneas, o app liberou o aviso de mensagem encaminhada para todos os usuários. O rótulo de “encaminhada” passou a ser exibido logo no início do balão da conversa.

Fonte: TechTudo / Texto: Julia Marques

Comentários

MAIS NO TH