Tecnologia

10 de março de 2019 17:56

Brasil perde mais de 2,5 milhões de linhas fixas em 12 meses

Só entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, foram extintos mais de 547 mil contratos

O Brasil perdeu mais de 547 mil linhas fixas entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, confirmando o pouco interesse dos brasileiros por este serviço. No ano, a redução de acessos superou a casa dos 2,5 milhões. No primeiro mês do ano, o número total de linhas ativas era de 37,7 milhões.

As concessionárias ainda lideram no mercado, com 21,3 milhões de linhas, mas a diferença diminuiu. As autorizadas somavam 16,3 milhões. Em 12 meses, as concessionárias perderam 8,47% de contratos (1,9 milhão), enquanto as autorizadas ficaram com 1,54% a menos de clientes (335 mil).

Em janeiro de 2019, entre as autorizadas, a Claro registrou a maior participação de mercado, com 10,2 milhões de linhas fixas no país (62,41%), seguida pela Vivo, com 4,3 milhões (26,32%), e TIM, com 897,8 mil linhas (5,48%).

Em relação às concessionárias, a Oi possui o maior volume de linhas fixas, 11,9 milhões de linhas (56,04%), seguida pela Vivo, 8,5 milhões de linhas (39,83%). Os números foram divulgados nesta sexta-feira (8) pela Anatel.

Fonte: TeleSíntese

Comentários

MAIS NO TH