Tecnologia

20 de julho de 2018 18:03

Contas de crianças menores de 13 anos no Facebook e Instagram serão suspensas

Reforço de política ocorreu após denúncia sobre erros no treinamento de revisores de conteúdo da rede social

↑ Facebook reforça política de remoção de menores de 13 anos (Foto: Divulgação)

O Facebook e o Instagram serão mais rígidos no monitoramento de contas de crianças e adolescentes menores de 13 anos. De acordo com a política do serviço, apesar de não ser permitido a pessoas abaixo dessa idade fazerem parte das redes sociais, um perfil só era excluído se fosse denunciado.

A empresa de Mark Zuckerberg anunciou esta semana que orientou seus revisores a investigar fotos e vídeos de alguém delatado, mesmo que por outro motivo. Caso desconfiem de que o usuário é mais novo do que o permitido, a conta será suspensa. O dono do perfil não conseguirá acessar a rede até que possa provar o ano de seu nascimento.

A mudança aconteceu após uma denúncia feita pelo canal de TV britânico Channel 4, no documenário “Inside Facebook: Secrets of a Social Network” (Dentro do Facebook: Segredos de uma rede social, em livre tradução). No filme, um jornalista da emissora se disfarçou de revisor de conteúdo da plataforma, através de uma companhia terceirizada sediada na Irlanda, e divulgou que a orientação recebida pelos funcionários era a de ignorar os usuários que parecessem menores de idade.

Em um comunicado oficial, Monika Bickert, vice-presidente de gerenciamento de políticas globais do Facebook, informou que está sendo feita uma investigação a fim de evitar que o que ocorreu se repita. “Por exemplo, exigimos imediatamente que todos os treinadores em Dublin fizessem uma sessão de retreinamento – e estão se preparando para fazer o mesmo globalmente. Também analisamos as questões de política e as ações de fiscalização que o repórter levantou e corrigimos os erros que encontramos”, explicou.

Dentre as medidas tomadas, além da suspensão da conta de crianças, está dobrar o número de funcionários da equipe de segurança e proteção para 20 mil pessoas, das quais 7.500 serão revisores. O Facebook também prometeu investir fortemente em novas tecnologias que ajudem a lidar com conteúdos problemáticos na rede. “Esta é uma tarefa complexa e temos mais trabalho a fazer. Mas estamos comprometidos em fazer tudo certo para que o Facebook seja um lugar seguro para as pessoas e seus amigos”, concluiu Bickert.

Fonte: TechTudo / Texto: Taysa Coelho

Comentários

MAIS NO TH