Saúde

18 de outubro de 2021 09:46

Cordial inaugura primeiro centro de subespecialidades e patologias cardiológicas

Localizada no bairro Gruta de Lourdes, Casa do Coração será inaugurada nesta segunda-feira (18)

↑ Foto: Assessoria

A Cordial inaugura nesta segunda-feira (18) às 9 horas, um novo projeto: A Casa do Coração – Centro de diagnóstico e tratamento de doenças cardíacas para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade de atenção especializada, localizada na Rua Comendador Luiz Jardim, nº 769, no bairro da Gruta de Lourdes em Maceió, terá como foco a implantação de um serviço ambulatorial especializado em cardiologia para atendimento de pacientes cardíacos e acompanhamento de complicações cardiológicas decorrentes da COVID-19.

Enquanto ampliação dos serviços oferecidos em prol do cuidado com o coração dos alagoanos, o novo ambulatório é o primeiro centro de subespecialidades e patologias cardiológicas com atendimento 100% SUS em Alagoas. Desde 2019, a Cordial vem trabalhando na estruturação da Casa do Coração enquanto novo projeto que terá grande impacto na saúde e qualidade de vida da população alagoana.

Segundo o idealizador e cardiologista, Dr. Ricardo César Cavalcanti, o projeto foi criado para preencher uma lacuna em Alagoas: o acompanhamento qualificado de pacientes crônicos com doenças cardíacas que, normalmente, são seguidos na rede de uma forma aleatória, mudando com frequência de médico, sem um seguimento estabelecido e também sendo atendidos por cardiologistas muito generalistas.

“A ideia da Casa do Coração está muito associada a um ambulatório de patologia, é uma concepção diferente em que os médicos serão especialistas em determinadas patologias, criando uma expertise, e isso trará um tratamento muito diferenciado ao paciente alagoano”, destaca o idealizador.

Por meio da unidade, serão ofertados quatro consultórios especializados e um centro diagnóstico com os seguintes exames: Eletrocardiograma, Teste Ergométrico, Ecocardiografia Transtorácica, Ecocardiografia Transesofágica, Monitoramento pelo Sistema Holter 24hs e Monitoração Ambulatorial da Pressão Arterial – Mapa.
“A Casa do Coração vem com a missão de oferecer serviços de medicina diagnóstica em cardiologia, serviços de diagnóstico não invasivos, na qual há uma carência muito grande em Alagoas atualmente e configura como uma solução voltada ao diagnóstico precoce”, ao direcionamento dos tratamentos das doenças cardíacas“, enfatiza César.

O diretor-executivo da Cordial, Otoni Veríssimo, explica que o processo de atendimento na Casa do Coração “será realizado através da marcação de consultas no sistema de regulação (Sisreg) do município Maceió, na qual as pessoas, por meio das secretarias municipais, postos de saúde, unidades de pronto-atendimento, serão encaminhadas para o ambulatório. Dentro da Casa do Coração, o paciente vai passar por uma triagem e exames de diagnóstico e, a partir daí, ele vai ser acompanhado por um especialista na área em que ela necessita de acolhimento”

O projeto foi viabilizado através das emendas parlamentares do então deputado federal João Henrique Caldas (JHC), atual prefeito de Maceió e o senador Rodrigo Cunha, tendo como proposta de sustentabilidade a união de esforços entre diversos órgãos públicos e instituições sintonizadas e preocupadas em melhorar as condições de vida do povo alagoano, sendo eles: Ministério da Saúde, Ministério Público do Trabalho (Procuradoria Regional do Trabalho da 19ª Região Alagoas), Serviço Social da Indústria (SESI), Prefeitura de Maceió, Estado de Alagoas e Centro Universitário CESMAC.

SOBRE A CORDIAL
A Cordial – Sociedade Beneficente do Coração de Alagoas, fundada em maio de 2007, é uma associação sem fins lucrativos, com sede na Avenida Aryosvaldo Pereira Cintra 193, Gruta de Lourdes, cidade de Maceió, Alagoas e com ação em todo território nacional. Seu surgimento se deu pela angústia e preocupação de médicos cardiologistas alagoanos e outros profissionais da saúde preocupados com os indicadores de morbidade e mortalidade por doenças do coração, as cardiopatias, que estavam vitimando o cidadão alagoano em condições de vulnerabilidade social.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH