Saúde

14 de abril de 2021 17:30

Covid-19: saiba como fazer o descarte responsável de máscaras e luvas

↑ Máscara descartada em praia (Foto: Thayanne Magalhães)

Seguindo recomendação do prefeito JHC, que se mostra preocupado em conter o avanço dos casos de covid-19 em Maceió, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) e a Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) orientam como a população deve proceder para realizar o descarte responsável de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a exemplo de máscaras, luvas e demais itens semelhantes.

Segundo Ismar Macário, secretário adjunto de Meio Ambiente da Sedet, a recomendação tem por objetivo minimizar os danos ambientais e à saúde causados pelo descarte irregular de EPIs, que são utilizados para evitar a disseminação do novo coronavírus. “Os equipamentos de proteção individual precisam ser descartados com segurança, caso contrário, poderão provocar danos irreversíveis ao meio ambiente”, alerta.

Órgão responsável pela limpeza urbana da cidade, a Sudes destaca que os EPIs não devem ser jogados na rua, porque essa atitude caracteriza crime ambiental e oferece risco de contaminação. Outra orientação é que os resíduos não sejam destinados à coleta seletiva. De acordo com a Superintendência, após o uso, a pessoa deve remover sua máscara apenas pelas tiras ou elásticos, evitando tocar na superfície externa. Depois de retirá-la, é necessário que as mãos sejam higienizadas com água e sabão ou com álcool a 70%. Essa regra também serve para o pós-uso das luvas.

Antes de jogar o EPI diretamente na lixeira, é recomendável o cumprimento das seguintes diretrizes:

  • Os sacos para esse tipo de resíduo devem ser preenchidos até, no máximo, 2/3 (dois terços) da sua capacidade (nunca encher completamente);
  • Para embalar esses materiais, o saco deve ser fechado, colocado em outro saco e fechado novamente;
  • Os resíduos devem ser mantidos em sacos e dentro de lixeiras, fechados até o momento da coleta.

Caso o cidadão esteja com suspeita de covid-19 ou diagnóstico positivo, deve seguir as regras acima, além de separar e identificar todos os resíduos gerados.

“O cidadão que está com suspeita ou com covid-19 deve manter o material em um local separado, fora da cozinha e áreas de convívio. Agindo dessa maneira, os trabalhadores da coleta domiciliar poderão se precaver ainda mais ao manusear esses objetos. Todos os resíduos devem ser encaminhados nos dias e horários determinados pela empresa responsável pelo recolhimento. Fazendo o correto, agimos de forma importante para ajudar a preservar o meio ambiente e controlar a pandemia”, afirma o superintendente Ivens Peixoto.

Fonte: Secom Maceió

Comentários

MAIS NO TH