Saúde

12 de abril de 2021 15:43

Centro de Diagnóstico do Hospital Metropolitano se torna referência no combate à Covid-19

↑ Equipamentos modernos ajudam no diagnóstico e agilizam o atendimento aos pacientes (Foto: Agência Alagoas)

Em funcionamento durante 24 horas e todos os dias da semana, o Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA) possui um Centro de Diagnóstico com tomografias, ultrassonografia, ecocardiograma, colonoscopia, raios-x. Desde sua inauguração, o serviço já realizou 4.914 exames de tomografia computadorizada, ultrassonografia, radiografia no leito, endoscopia e colonoscopia.

Entre as novidades, o Hospital Metropolitano de Alagoas possui uma Central de Laudos, com exames de imagem recebidos diretamente do Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares. Com isso, é possível receber os resultados, por meio do vasto quadro clínico, com especialistas em diversas áreas.

“Por meio de videoconferências, vamos receber imagem dos exames dos hospitais do interior e serão laudados com agilidade, em menos de duas horas. Isso vai favorecer um diagnostico rápido e preciso”, ressaltou André Vitório, coordenador médico do Centro de Diagnóstico do Hospital Metropolitano de Alagoas.

Recentemente, o Hospital Metropolitano recebeu da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) dois novos aparelhos de ultrassom, com capacidade de realização de double vascular, elastografia, entre outros exames avançados. Em breve, a unidade hospitalar dará início ao Serviço de Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica (CPRE), sendo o primeiro da rede pública a realizar esse tipo de exame, tornando o hospital referência em exames por imagem.

“Além disso, em breve, receberemos uma ressonância magnética e um aparelho de hemodinâmica, que será a primeira ressonância magnética implantada em um hospital próprio do Estado. Mesmo durante uma pandemia de proporções mundiais, o Governo de Alagoas segue investindo em saúde pública de qualidade e continuaremos trabalhando firme para que o melhor em saúde esteja disponível à população alagoana”, destaca Marcos Ramalho, secretário-executivo de Ações de Saúde da Sesau e diretor do Hospital Metropolitano.

Fonte: Ascom Sesau

Comentários

MAIS NO TH