Saúde

2 de junho de 2020 16:57

Programa Criança Alagoana reforça a importância de doação de leite materno

Pandemia reduziu drasticamente o estoque nas maternidades e hospitais

↑ Pandemia reduziu drasticamente o estoque nas maternidades e hospitais (Foto: Neno Canuto / Agência Alagoas)

A corrente de solidariedade é um dos instrumentos mais importantes de combate ao coronavírus e, por isso, o Programa Criança Alagoana (CRIA) reforça o chamado para doação de leite humano destinados às maternidades e hospitais públicos.

Com a pandemia houve uma queda de 50% das doações, mas a ação solidária precisa ser mantida para garantir o bom desenvolvimento das bebês que não podem ser amamentados pelas mães.

O alerta para o desabastecimento do banco de leite humano de Alagoas é feito pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e visto com preocupação pelo Núcleo de Saúde do CRIA. Segundo a coordenadora do Núcleo, Alessandra Viana, quando os bancos estão com carência, é preciso chamar atenção de todas as mães que têm leite em excesso e reformar que a doação é um gesto de proteção.

“O aleitamento materno ainda é a estratégia mais efetiva de combate à mortalidade infantil. Estudos indicam que o leite humano é capaz de reduzir em até 13% as mortes evitáveis de crianças até os 5 anos de vida, entretanto, existem condições que impedem o recém-nascido de mamar”, reforçou Alessandra Viana.

De acordo com a médica pediatra e coordenadora do Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Santa Mônica, Andréa Pinheiro, a preocupação com o coronavírus tem desestimulado as doações, mas a recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS), é que elas sejam mantidas pelas mães que têm excesso de leite e estão sem os sintomas virais.

“Hoje, mais do que nunca, é importante a doação de leite humano pois a prematuridade é uma constância em nossas maternidades e o leite doado vai ser um fator determinante na recuperação dos nossos bebês”, afirmou a coordenadora Andréia Pinheiro. Ainda segundo ela, caso a mãe não possa sair de casa, uma equipe vai buscar o leite coletado em casa. Para isso basta entrar em contato pelo telefone 3315-4434 e agendar o atendimento.

As mães saudáveis podem fazer a doação de leite em cinco Bancos de Leite Humanos (ver lista abaixo), sendo em Maceió, Arapiraca e São Miguel dos Campos. Para as doações presenciais, todas as equipes técnicas estão prontas para fazer o acolhimento e manejo clínico, garantindo a segurança das doadoras.

CONTRAINDICAÇÃO

Até o momento, não há evidências científicas de transmissão de Covid-19 pelo leite materno, mas é contraindicado a doação por mulheres com sintomas compatíveis com a síndrome gripal, infecção respiratória ou confirmação de caso de SARS-Cov-2 ou para aquelas mulheres que tenham contato domiciliar de casos com síndrome gripal ou caso confirmado de Covid-19.

ONDE DOAR

Bancos de Leites Humano em Alagoas

– Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes (HUPAA)/ 3202-3915

– Maternidade Escola Santa Mônica (MESM)/ 3315-2753

– Banco de Leite Humano Ivete França em Arapiraca/ 3522-2820

– Santa Casa de Misericórdia de São Miguel dos Campos/ 3271- 9441

– Banco de Leite Dr. Kátia Born em Palmeira dos Índios/ 3421-9015

Fonte: Agência Alagoas / Texto: Iara Malta

Comentários

MAIS NO TH