Saúde

24 de janeiro de 2020 16:58

“É preciso saber lidar com a ansiedade e novidades do período”

Psicóloga diz que é comum, no início do ano letivo, principalmente, as crianças menores chorarem, rejeitarem a nova rotina e em alguns casos até apresentar algum quadro de adoecimento

↑ Foto: Assessoria

O primeiro dia de aula costuma gerar uma grande ansiedade para os as crianças e adolescentes, mas quem também enfrenta essa carga emocional são os familiares, que estão acompanhando esta nova rotina. Os questionamentos são muitos. Tanto por parte dos alunos como dos pais, avós, tios…

Se por um lado frequentar a escola é algo essencial, por outro é uma situação que traz uma série de novidades. É comum, no início do ano letivo, principalmente, as crianças menores chorarem, rejeitarem a nova rotina e em alguns casos até apresentar algum quadro de adoecimento.

É justamente neste momento, que a família precisa se unir em parceria com a escola e mostrar para a crianças que o colégio é um ambiente saudável e acolhedor, onde ela deverá se sentir bem e segura. Para isso, diversas estratégias são montadas desde o primeiro dia de aula, até o momento quando o pequeno aluno está totalmente familiarizado com a nova rotina.

O Colégio Santíssimo Senhor utiliza, por exemplo, com os alunos novatos da Educação Infantil o período de aula adaptada, onde os pais são convidados a permanecerem na instituição durante algumas horas para que o filho possa compreender que aquele novo espaço fará parte do cotidiano dele.

“Nós convidamos os pais para ficarem conosco. Eles brincam com as crianças no pátio e ajudam na interação entre o filho dele e os coleguinhas, mas quando a professora vai para a sala de aula, pedimos que os pais fiquem fora para que esse momento seja só com a professora e os alunos, pois isso vai trazer segurança para ambos”, explica a psicóloga da instituição Aldynne Fernandes.

Nesta fase da vida, os pequenos precisam viver novas experiências e é na escola que boa parte delas irão acontecer. Seja por meio da interação com os colegas, pela sociabilização, ou até mesmo pela descoberta das primeiras letras e números, além de ser um momento onde eles começam a aprender sobre autonomia e vida em sociedade.

Para aqueles que já são maiores, não é muito diferente. Mesmo que já tenham uma certa idade, chegar em um ambiente pela primeira vez, ou até mesmo retornar depois de um tempo fora dele – período de férias – por exemplo, traz muita expectativa.

“Quando muitos alunos voltam às aulas eles precisam reajustar o relógio biológico. Levantar cedo, organizar a mochila, passar um período no colégio, fazer atividade física e ainda estudar em casa são situações que durante algum tempo não estavam mais na rotina, pois eles estavam acostumados a dormir tarde, brincar o tempo inteiro e aproveitar como queriam o tempo livre. Por isso, neste momento é importante que as famílias estejam atentas e atuem juntas nesta reorganização diária”, observa a psicóloga.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH