Saúde

15 de janeiro de 2020 10:00

Acupuntura: Uma grande aliada da estética contra o envelhecimento

↑ (Foto: Ilustração)

Desde o final da década de 70, a Acupuntura vem sendo aplicada para fins estéticos no Brasil. A técnica tem sido aprimorada e oferece excelentes resultados no tratamento de rugas, flacidez, acne, manchas, celulite, gordura localizada, estrias, pele oleosa ou seca, queda de cabelo e emagrecimento. Em geral, o tratamento com agulhas é indicado quando não há grande excesso de pele e gordura, nem rugas muito profundas.

Para combater as rugas e linhas de expressão, além da atuação sobre as rugas propriamente ditas, se faz necessário tratar o desequilíbrio energético relacionado aos cinco órgãos na medicina tradicional chinesa. O tratamento com agulhas ajuda a prevenir o surgimento de novas rugas e flacidez, pois equilibra as forças musculares da face e estimula a produção de colágeno.

Já os pacientes que sofrem com sobrepeso ou desejam perder alguns quilinhos, a Acupuntura ajuda a controlar a ansiedade, a compulsão alimentar, a retenção de líquidos. E a eletroacupuntura pode agir diretamente sobre a gordura localizada e sobre músculos abdominais e dos membros inferiores, com ótimos resultados.

No tratamento da celulite, por exemplo, é muito importante equilibrar a parte hormonal e circulatória do paciente, o que pode ser feito por meio da acupuntura que não só auxilia no tratamento dos famosos “furinhos” indesejados (pele casca de laranja), mas, também contribui para o fortalecimento de músculos das coxas e dos glúteos pela eletroacupuntura em pontos motores do corpo.

Por fim, para tratar a tão temida acne que tanto aflige os adolescentes e, também, alguns adultos é muito importante obter um diagnóstico tanto da medicina ocidental que avalia a alteração hormonal, como também do diagnóstico energético, pois o tratamento sistêmico com pontos de acupuntura de regulação geral acaba sendo muito importante. Localmente é realizado o tratamento com eletroacupuntura de ação antiinflamatória e regulatória do aspecto oleoso da pele.

Envelhecimento – O organismo é dotado de mecanismos que sempre tendem ao equilíbrio. O processo de envelhecimento tem início quando o equilíbrio entre o desgaste e a regeneração começa a declinar. Estudos comprovam que a Acupuntura tem ação antioxidante, portanto tem ação antienvelhecimento. Atua também sobre os processos inflamatórios, com conseqüente diminuição do dano tecidual.

Uma outra questão que vem com o envelhecimento é a atrofia muscular e o estado de “Sarcopenia”, quando há uma perda da massa muscular, baixa força muscular e baixa resistência física. Com o envelhecimento, a atividade física passa a ser mais importante para evitar a atrofia, já que a massa muscular é a que sofre maior perda com a idade (dos 25 aos 90 anos há uma perda de 40% a 50% da massa muscular). Se juntamente com essa atrofia se estabelece o estado de sarcopenia, o envelhecimento se torna um fator de risco para fragilidade, perda de independência e inabilidade física levando uma perda importante da qualidade de vida.

A acupuntura pode atuar no tecido muscular com efeito antioxidante, tratando sarcopenia ou fazendo um trabalho preventivo. A eletroacupuntura atuando em pontos motores dos músculos que utilizamos para tratamento de flacidez do corpo, pode levar a regeneração do tecido muscular.

Durante uma consulta com o médico acupunturista são levantadas questões relacionadas à problemas de saúde e emocionais que o paciente apresenta ou apresentou desde o nascimento, características de sono, hábitos intestinais, alimentares, menstruais, entre outros. Esse diagnóstico é feito sob o ponto de vista da medicina Ocidental e da Medicina Tradicional Chinesa. Tal avaliação torna o diagnóstico e o tratamento mais completos. Um tratamento que vai de dentro para fora e, também, de fora para dentro.

A Acupuntura é uma terapia integrativa, ou seja, ela abrange o ser como um todo levando em consideração todos os aspectos dele, como a alimentação, práticas esportivas, cuidados mente e corpo, a espiritualidade, sendo que a Acupuntura entra no contexto integrativo do corpo como um todo, levando ao paciente saúde, longevidade e beleza. Em geral, os pacientes se tornam mais autoconfiantes, com auto-estima elevada, fazendo o pensar no seu auto-cuidado.

A prática existe há cinco mil anos na China e, desde 1995, é reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e, atualmente, é oferecida pela rede pública de saúde e, também, pelos planos de saúde suplementar.

É importante ressaltar que como se trata de uma especialidade médica, somente pode ser realizada por profissionais da medicina, da medicina veterinária e da odontologia – cada um dentro de seu campo de atuação, também definidos por lei.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH