Saúde

19 de dezembro de 2019 09:08

Mutirão da saúde faz triagem para cirurgias a partir desta quinta (19)

Agendamentos de procedimentos eletivos acontecem entre os dias 19 e 21 de dezembro

↑ Foto: Reprodução
A segunda etapa do mutirão de triagem para agendamento de cirurgias eletivas acontece nesta quinta (19), sexta (20) e sábado (21), no bairro Vergel do Lago, em Maceió. Para isso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) irá montar uma megaestrutura no Papódromo, na Avenida Rui Palmeira.

Durante a ação, serão agendadas cirurgias de hérnias do tipo umbilical, inguinal e epigástrica, histerectomia (para casos de mioma) e colocistecmomia (pedra na vesícula). No caso de crianças de 4 a 13 anos, serão marcadas cirurgias de hérnias (inguinal, umbilical e epigástrica).  

“Serão feitas as mesmas atividades que foram realizadas no Benedito Bentes, com consultas, exames pré-operatórios e agendamento de cirurgias. Com esta iniciativa, iremos reduzir a fila de espera por cirurgias eletivas em Alagoas”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres.

Documentos – Para ter acesso aos serviços é necessário portar o RG, CPF, comprovante de residência e Cartão SUS. É importante, também, estar em jejum para a realização dos exames pré-operatórios.

O gestor da saúde estadual reforçou que, durante as novas edições do mutirão de triagem, as pessoas não precisam dormir na fila para assegurar o atendimento. “Temos uma equipe preparada e comprometida para prestar um atendimento humanizado, com responsabilidade e ética”, destacou Alexandre Ayres.

1ª Etapa – Promovida no bairro Benedito Bentes, a 1ª etapa do Mutirão de Cirurgias agendou, durante quatro dias, 798 procedimentos. As 57 primeiras cirurgias já foram realizadas no Hospital da Mulher e prosseguem até o próximo mês de fevereiro.

Mutirão em Janeiro – E no início de 2020 o mutirão de triagem para cirurgias voltará a ser realizado no bairro do Benedito Bentes, nos dias 16, 17 e 18 de janeiro. “A estrutura voltará a ser montada em frente à Escola Estadual Marcos Antônio Silva, mesmo local da primeira edição”, explicou Geonice Peixoto.

Com uma capacidade para atender 300 pacientes por dia, a terceira etapa do mutirão irá diminuir, ainda mais, a demanda por cirurgias no Estado. “Estamos atuando para assegurar atendimento técnico e humanizado para que a população possa realizar seus procedimentos com segurança”, reforçou Geonice.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH