Saúde

12 de dezembro de 2019 16:56

Fórum debate desafios da integração entre profissionais de Saúde da Família

Esta quinta-feira foi o primeiro dia do V Fórum Nasf na Atenção Primária: Cuidado compartilhado e resolutividade no território

↑ Evento debateu melhoria do atendimento a partir da integração dos profissionais da saúde (Foto: Ascom SMS)

Profissionais dos Núcleos Ampliados de Saúde da Família (Nasf) e da Atenção Básica participaram nesta quinta-feira (12), do primeiro dia de atividades do V Fórum Nasf na Atenção Primária: Cuidado compartilhado e resolutividade no território. O encontro aconteceu no auditório João Sampaio, no Cesmac do Farol, e teve como objetivo dialogar sobre os desafios e possibilidades para o trabalho do Nasf em Maceió, estimulando o processo de trabalho multidisciplinar e integrado.

“A realização desse Fórum é muito importante para integrar e fazer uma interlocução entre as áreas técnicas por meio da intersetorialidade. Por isso, hoje estamos fazendo esse diálogo junto a médicos, enfermeiros, agentes de saúde, diretores de unidades, profissionais das equipes do Nasf, que contempla assistentes sociais, psicólogos, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, fisioterapeutas e alguns profissionais das secretarias municipais de Educação e Assistência Social, por conta do trabalho do Programa Saúde na Escola”, detalhou Berto Gonçalo, coordenador do Nasf na SMS.

Ainda segundo Berto Gonçalo, o Nasf tem uma função pedagógica, de mudança de paradigmas. “Nós trabalhamos muito o processo de promoção e educação em saúde. Por isso, no Fórum, além de outras temáticas pertinentes, vamos discutir o trabalho das Redes de Saúde, tais como a de Urgência e Emergência, Atenção Psicossocial, Crônicas e de que forma os profissionais do Nasf podem atuar junto a essas redes no território, fortalecendo esse trabalho integrado e levando melhorias para os usuários do SUS. Possibilitando trocas de conhecimento e construção de um conhecimento comum, de modo que se construa uma compreensão integral do processo saúde-doença, ampliando a atuação do modelo tradicional”, comentou.

A mesa de abertura do evento contou com a presença de Katiane Alves, Coordenadora Geral de Desenvolvimento em Recursos Humanos (CGDRH) da SMS, Berto Gonçalo, coordenador do Nasf, Ednalda Araújo, Coordenadora Geral de Atenção Primária da SMS e representante do Conselho Municipal de Saúde (CMS) e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems).

Programação

O primeiro dia do evento contou com uma mesa-redonda sobre a análise da atual conjuntura da Atenção Primária com a presença de Paulette Cavalcanti, doutora em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz, que falou sobre os desafios e possibilidades para o trabalho no Nasf a partir da atual Política Nacional de Atenção Básica (PNAB).

O reordenamento da Atenção Primária no âmbito municipal também foi tema de discussão, que ficou por conta de Ednalva Araújo, Coordenadora Geral de Atenção Primária da SMS. Representantes do Conselho Municipal das Secretarias de Saúde (Cosems) discutiram o novo modelo de financiamento da Atenção Primária e suas implicações no Nasf.

Um tema bastante trabalhado no Fórum foi o novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária, publicado no Diário Oficial da União por meio da Portaria 2.979/2019. A referida Portaria limita o custeio e transferência de recursos para equipes do Nasf. Sobre isso, Berto Gonçalo, esclareceu que após alguns ajustes na Portaria, ficou definido que cada gestão municipal definiria a permanência ou não das equipes do Nasf territorialmente. “A posição de Maceió foi positiva nesse sentido, pois não só foi decidida a permanência, mas também se pensa em futuras ampliações desse trabalho”, explicou.

A segunda mesa da manhã trouxe como tema a Gestão do Cuidado nas Redes de Atenção à Saúde e Intersetorialidade, que discutiu temáticas como a interlocução do Nasf com a Saúde da Mulher, com a Rede de Doenças Crônicas, Rede da Pessoa com Deficiência, Rede de Atenção Psicossocial e Rede de Urgência e Emergência. Já no período da tarde foram realizadas oficinas e exposição de banners, com 25 trabalhos selecionados para o Fórum. Os cinco melhores avaliados receberão uma premiação.

Segundo dia do Fórum

Na sexta-feira (13), os profissionais farão a socialização dos produtos das oficinas e em seguida participarão de uma Conferência com Almira Santos, Pós-Doutora em Educação, sobre o Método CTM3: Estruturando Produtos Educacionais. Ao final da manhã, será realizada a premiação dos banners. O evento é realizado em parceria com o Centro Universitário Cesmac.

Fonte: Ascom SMS / Texto: Ana Cecília da Silva

Comentários

MAIS NO TH