Saúde

24 de outubro de 2019 00:25

Dia Rosa: usuários lotaram Calçadão em busca de serviços

Evento contou com encaminhamento de mamografia e citologia, testes de HIV, sífilis e hepatites, aferimento da pressão e verificação de glicemia. Além de serviços de odontologia, nutrição, dermatologia, psicologia, cidadania e trabalho

↑ Divulgação

Vera Lúcia da Silva acordou cedo, se arrumou e foi ao Centro de Maceió para participar da Feira de Serviços do Dia Rosa. Ela viu na TV e atendeu ao chamado da Prefeitura. “Na minha família tem histórico de câncer. Então, quando vi que hoje teria agendamento para mamografia e exames rápidos vim logo garantir os meus. E já estou saindo com minha mamografia agendada”, disse. Ela tem 60 anos e está na faixa etária de risco (de 50 a 69 anos), que é alvo da campanha do Ministério da Saúde para prevenção e combate ao câncer de mama.

A ação aconteceu durante todo o dia 23 de Outubro, Dia Municipal de Combate ao Câncer de Mama, instituído por decreto pelo prefeito Rui Palmeira. O evento contou com encaminhamento de mamografia e citologia, testes de HIV, sífilis e hepatites, aferimento da pressão e verificação de glicemia. Além de serviços de odontologia, nutrição, dermatologia, psicologia, cidadania e trabalho.

Durante a Feira de Serviços, no Calçadão do Comércio, foram realizados mais de 300 encaminhamentos para exames. Essa é mais uma das ações da Campanha Maceió Rosa, desenvolvida pela Prefeitura. Durante outubro, uma programação extensa, que envolve todos os órgãos municipais, chama atenção para a prevenção e o combate ao câncer de mama.

“O Maceió Rosa foca na saúde. Queremos dizer às pessoas que vale à pena se cuidar. Por isso, estamos tão felizes com a procura dos serviços aqui no Centro. Hoje, o diferencial é que, além dos encaminhamentos para a mamografia, temos um prestador de serviços de plantão fazendo a marcação do exame. As mulheres já vão sair com a data dos exames agendada”, explicou Marina Toledo, assessora especial de Políticas Sociais.

Dona Maria Lúcia Pereira tem 50 anos e, há dois, teve câncer. Ela acredita que a prevenção e o autoexame são fundamentais no cuidado com a saúde. “O que queria dizer para todas as mulheres é: se toquem, se cuidem e conheçam o corpo de vocês. Quando a gente descobre no início, o tratamento é mais rápido e a chance de cura é grande. Descobri um pouquinho tarde, por isso perdi as mama por completo. Mas estou viva. Por isso, acho que espaços assim são ideais para a mulher se sentir acolhida”.

O câncer de mama é mais comum em mulheres, mas 1% dos casos acontece com homens. Evandro Simplício, 61 anos, teve câncer de mama há 19 anos. “É um tabu falar de câncer de mama em homens. Quando eu descobri, foi muito difícil. Por isso, eu sou uma prova de que o homem precisa se cuidar. Não só no novembro azul, mas também no outubro rosa”, comentou.

Além de ações de saúde, no espaço também houve entrega de mudas, aula de dança, espaço de beleza, oficina de turbantes e atendimento do Procon Maceió.  As instituições parceiras Casa Rosa e Grupo Mama Renascer venderam as camisas da campanha Maceió Rosa. A animação do evento ficou por conta de Paty Maionese.

Fonte: Secom

Comentários

MAIS NO TH