Saúde

19 de outubro de 2019 15:18

Dia D contra o sarampo: Secretaria Municipal mobiliza unidades para vacinação de crianças

Em Maceió, 39 unidades de saúde foram abertas à população desde às 8h nos oito Distritos Sanitários da cidade

↑ Foto: Secom

Proteger as crianças contra o sarampo. É com esse objetivo que a Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com o Ministério da Saúde (MS), mobiliza 39 unidades de saúde e três associações com a oferta de vacina neste sábado (19), Dia “D” de Vacinação contra o Sarampo. Na capital, as mães e os responsáveis pelas crianças da capital atendem ao chamado e buscam a imunização. A mobilização nacional segue até sexta-feira (25).

Jéssica Mayara aproveitou o sábado e levou o pequeno Jeferson Santiago, de seis meses, para receber a dose de imunização na unidade de saúde mais próxima de casa, a UBS Osvaldo Brandão, na Ponta da Terra. “Vim trazer meu filho para ser vacinado e ficar protegido do sarampo. Gostei do atendimento em dia de sábado, porque tenho dois filhos, então ficou mais fácil. Recomendo que todas as mães também façam o mesmo e que não esperem acontecer algo”, sugeriu a dona de casa, que também estava com o filho mais velho, Carlos Eduardo, que já está com o calendário de vacinação em dia.

O objetivo da campanha é vacinar crianças de seis meses a menores de cinco anos a fim de interromper a circulação do vírus do sarampo e proteger os grupos mais acometidos pela doença no país. Além disso, a mobilização visa atualizar a Caderneta de Vacinação, com a oferta das demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação.

A enfermeira do Programa Nacional de Imunização (PNI), Janecleide Duarte, explica a importância da dose da vacina. “Todos os pais devem levar seus filhos às unidades de saúde, porque o Brasil está com surto de sarampo. Aqui a gente verifica o cartão e identifica o que a criança já recebeu de vacina e se será preciso mais alguma dose para completar o esquema. Essa é uma responsabilidade dos pais para que as crianças sejam protegidas não só do sarampo, mas de outras doenças graves e, assim, vão crescer felizes e saudáveis”, orientou Janecleide.

Em Maceió, 39 unidades de saúde foram abertas à população desde às 8h nos oito Distritos Sanitários da cidade. O atendimento seguiu até às 17h. A mobilização é feita por meio da Gerência de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Até sexta-feira (25), quando encerra a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, devem ser vacinadas 2,6 milhões de crianças de 6 meses a menores de 5 anos no país. Na segunda fase da campanha, entre 18 e 30 de novembro, o público-alvo será os adultos, entre 20 e 29 anos que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação.

Dados do MS

As crianças são mais suscetíveis às complicações da doença, que podem evoluir para óbito. Nos últimos 90 dias, foram confirmados 13 óbitos pela doença no Brasil, sendo sete óbitos (53,8%) em menores de cinco anos de idade, dois (15,4%) na faixa etária de 20 a 39 anos e quatro (30,8%) em adultos maiores de 40 anos. As crianças menores de um ano apresentam incidência de 106,1/100.000 habitantes, número 12 vezes superior ao registrado na população geral (8,5/100.000), seguido pelas crianças de 1 a 4 anos (23,8/100.00), o que confirma essas faixas etárias como as mais suscetíveis a complicações e óbitos por sarampo.

Fonte: Secom

Comentários

MAIS NO TH