Saúde

18 de outubro de 2019 16:53

Seminário discute promoção e educação em saúde

Encontro ocorreu nesta sexta-feira (18) no auditório do Sesc Poço

↑ Gerente de Educação e Promoção em Saúde da SMS, Maria Helena Pereira (Foto: Neno Canuto / Ascom SMS)

Refletir e discutir a interprofissionalidade na construção de saberes no território. Esse foi o desafio proposto pela Gerência de Promoção e Educação em Saúde (GPES) da Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS) do Município, no V Seminário de Promoção e Educação em Saúde de Maceió. O encontro ocorreu nesta sexta-feira (18) no auditório do Sesc Poço e contou com a presença de estudantes e profissionais que atuam na promoção da saúde.

Para a gerente de Educação e Promoção em Saúde da SMS, Maria Helena Pereira, o evento busca promover a discussão de ações de saúde desenvolvidas nos Distritos Sanitários da capital. “Este ano, estamos refletindo sobre a importância da interprofissionalidade das ações de promoção saúde a partir de experiências que vem sendo desenvolvidas no município com o PET Saúde, com o grupo condutor e com os demais parceiros. Além dos profissionais da saúde, contamos com a presença dos da Educação que participam de palestras, mesas redondas e demais discussões sobre a temática que é voltada para os indivíduos e as coletividades”, explica.

O Seminário contou com uma palestra sobre “Educação Interprofissional em Saúde: Desafios e Potencialidades”, ministrada pela Professora Doutora Maria de Lourdes Viera, da Faculdade de Medicina da Ufal. Em seguida, os profissionais participaram de uma mesa-redonda com o tema: “Educação em saúde como estratégia da promoção da saúde”, mediada por Tereza Carvalho, coordenadora do Programa Municipal de IST/Aids e Hepatites Virais da SMS e com as palestras da jornalista Edjane Melo que falou sobre “Comunicação e Educação em Saúde”, da professora Laís Crispim que falou sobre “Processo de Ensino e Aprendizagem em Serviços de Saúde” e Mabel dos Santos Araújo, com o tema “Práticas Educativas na Construção de Saberes”.

“Eu vejo a comunicação como um instrumento que promove a saúde, que faz a prevenção e que, principalmente, esclarece as pessoas para que elas possam se proteger de alguma forma. O SUS é o maior sistema de saúde do mundo e apresenta bons resultados, mas para isso é preciso passar a informação correta, entender que somos capazes. Não deve falar em saúde apenas o médico, a enfermeira, mas todos têm a responsabilidade de promover a saúde através da comunicação. Temos que falar de saúde na fila do banco, na fila do ônibus, assim vamos diminuindo mitos e quebrando tabus”, destaca a jornalista Edjane Melo.

O evento, realizado pela GPES em parceria com o Grupo Condutor de Promoção da Saúde, composto por representantes da comunidade, instituições de ensino e profissionais de saúde também contou com a apresentação do Coro do Trabalho Social, composto por idosos que participam dos grupos no Sesc.

Fonte: Ascom SMS / Texto: Ana Cecília da Silva

Comentários

MAIS NO TH