Saúde

9 de agosto de 2019 18:51

Hospital Veredas intensifica investimento num ritmo de referência em Alagoas  

No total a unidade conta com 18 farmacêuticos, 54 auxiliares de farmácia e um técnico administrativo.

↑ Agora são mais três  farmácias satélites, sendo uma por andar, em funcionamento desde o final do mês passado.

Ao que parece investir em modernização, sobretudo como forma de garantir comodidade e conforto para todos, tem sido o propósito dos que fazem o Hospital Veredas, unidade hospitalar totalmente de cara nova, que desde abril último passou a suceder o tradicional e conceituado Hospital do Açúcar em Maceió. Para que se tenha uma ideia, o Veredas descentralizou agora toda a sua assistência farmacêutica com a implantação de mais três  farmácias satélites, sendo uma por andar, em funcionamento desde o final do mês passado.

Pois,  com uma média de mais de 800 prescrições/dia, o Hospital Veredas passa a contar com uma CAF (Central de Abastecimento Farmacêutico) e sete farmácias satélites: nos Centro Cirúrgico e Obstétrico, Pronto Atendimento, Oncologia Pediátrica e agora mais três, sendo uma por andar.  No total a unidade conta com 18 farmacêuticos, 54 auxiliares de farmácia e um técnico administrativo.

“Já somos uma das principais referências em nosso Estado e continuamos em pleno crescimento e modernização, tudo para oferecermos o conforto, a qualidade e a segurança que nossos clientes merecem. Por isto, além das mudanças estruturais da parte física, estamos otimizando também nossos processos e assim, nossa direção não mediu esforços para este grande investimento, que inclui desde estruturação física à profissional. Nossos parabéns a todos os envolvidos e agora esperamos colher os resultados”, avalia o presidente do Hospital, Edgar Antunes Neto.

“No meu ponto de vista, podemos dizer que mudamos da água para o vinho. Primeiro que as farmácias satélites são um marco. A gente sabe que não é algo fácil: estruturar o projeto, mostrar sua importância à direção e esta fazer um grande investimento, que é muito alto, mas necessário, visando o controle, inclusive financeiro. Sem contar no ganho principal que é a segurança para o cliente. Antes tínhamos 1 ou 2 farmacêuticos para atender todo o hospital, receber prescrições, mais de 800 dia, para triar. Hoje tudo sistematizado. Conseguimos visualizar os estoques de todas as farmácias e CAF.”, relatou a coordenadora do serviço de farmácia do Hospital Veredas, Natalli Morais Acioli,  Natalli.

 

 

 

Fonte: Edmílson Teixeira

Comentários

MAIS NO TH