Saúde

7 de maio de 2019 17:59

Vacinação contra a gripe já imunizou 50,38% do público-alvo em Alagoas

Foram 441.814 pessoas imunizadas até esta terça nos postos de Maceió e interior

↑ Foto: Reprodução

Faltando 24 dias para o encerramento da Campanha de Vacinação contra a Gripe (H1N1, H3N2 e Influenza B), já foram vacinadas 441.814 pessoas em Alagoas, o que corresponde a 50,38% dos grupos prioritários estipulados pelo Ministério da Saúde (MS). Os dados foram divulgados na tarde desta terça-feira (7), com base em dados do Programa Nacional de Imunização (PNI). A meta é vacinar pelo menos 90% das 744.917 pessoas preconizadas no Estado.

Ao todo, já foram vacinadas 154.449 crianças de seis meses a menores de seis anos (52,41%), 36.703 trabalhadores da saúde (49,41%), 21.219 gestantes (58,72%), 3.956 puérperas (66,64%). Também foram imunizados 6.165 povos indígenas (52,02%), 149.170 idosos (53,18%), 17.264 professores (41,58%) e 51.238 pessoas portadoras de doenças crônicas, ou seja, aquelas com incidência de duas ou mais enfermidades (45,59%).

Segundo a assessora técnica do PNI em Alagoas, Denise Castro, a campanha de vacinação está tendo a adesão da população e a imunização dos grupos prioritários reduz os riscos da transmissão da doença. “O Ministério fez um levantamento epidemiológico e com a imunização de todos os grupos prioritários o risco esta caindo consideravelmente”, destaca.

Ela salientou que a campanha está sendo um sucesso, pois Alagoas está conseguindo superar todas as metas dos grupos prioritários. “Mesmo com este número significativo, é necessário que o público-alvo compareça, até o dia 31 deste mês, ao posto de saúde mais próximo de sua casa para tomar a vacina e se proteger, já que os vírus podem matar, se não forem tomadas as devidas precauções”, conclamou.

Como se adquire

A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias, que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca e olhos).

A assessora técnica do PN1 em Alagoas ressaltou ainda que há outras formas de se prevenir, além da vacina. “É recomendável evitar aglomerações e lugares fechados. Além disso, recomenda-se lavar bem as mãos com água e sabão, usar álcool em gel para higienização, manter os ambientes arejados e evitar o contato com pessoas gripadas e resfriadas”, orientou, ao informar que este ano já foram registrados 10 casos e um óbito da doença.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH