Saúde

27 de outubro de 2018 12:39

Secretaria de Saúde de Maceió leva oficina de capoeira a usuários dos Caps

Evento aconteceu na sexta-feira (26), no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, localizado no Farol

↑ Atividades acontecem em parceria com o grupo de capoeira Senzala (Foto: Diego Figueiredo / Assessoria)

Para integrar usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) por meio de atividades artísticas e culturais, o Núcleo de Cultura e Reabilitação Psicossocial, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu a 2ª edição do Senzala Inclusiva. O evento aconteceu nesta sexta-feira (26), no Espaço Cultural Linda Mascarenhas, localizado no Farol.

A ação visa trazer benefícios na área de saúde por meio da capoeira, uma forte aliada no trabalho social de recuperação dos pacientes. Em parceira com o grupo de capoeira Senzala, o Núcleo leva aos usuários dos cinco Caps de Maceió e seus familiares momentos de cultura, lazer e aprendizado com oficinas e palestras com mestres de capoeira.

O responsável por ministrar as aulas é Jonathan Oliveira, conhecido como professor Timão. “A gente vem com essa atividade trazendo a inclusão social e a reabilitação. Por meio dessas ações, nós já temos grandes resultados, como pessoas que eram usuários e que hoje estão completamente inseridas na sociedade. Nossa intenção é reabilitá-los e mostrar que eles podem continuar fazendo atividades que faziam antes”, destacou Sônia Lubiana, diretora do Núcleo.

Durante a tarde, familiares e usuários participam de palestras sobre a capoeira, mostrando que a arte traz conhecimento, cultura, influências físicas e mentais, além da disciplina.

A diretora do Núcleo ressaltou a importância da atividade para a inclusão dos pacientes. “É muito importante levar a reabilitação psicossocial por meio da cultura, assim como ter apoio e um espaço para esses eventos”, frisou Sônia Lubiana.

Sobre o Núcleo

O Núcleo de Cultura e Reabilitação Psicossocial traz atividades como terapia ocupacional e de inclusão social. “A gente, e toda a rede de cuidado da Saúde Mental, tenta tirar aquela visão de que o paciente que possui algum transtorno tem que estar em manicômio. Fazemos isso mostrando a capacidade que eles têm”, pontuou Sônia.

Além da capoeira, o Núcleo possui massoterapia, teatro e fotografia. Também são ofertadas atividades com o intuito de gerar renda aos usuários, como é o caso do artesanato.

foto

Integrantes do núcleo, usuários e familiares participam da ação (Foto: Diego Figueiredo / Assessoria)

Fonte: Ascom SMS / Texto: Graziela França

Comentários

MAIS NO TH