Saúde

27 de julho de 2017 14:44

Santa Casa de Misericórdia de Maceió inaugura novo acelerador linear

Dentro do Plano de Expansão do Ministério da Saúde, a instituição foi a quarta no Brasil a receber o equipamento

A Santa Casa de Maceió inaugurou na quarta-feira (26), o novo acelerador linear que será usado no tratamento de pacientes com câncer. Dentro do Plano de Expansão do Ministério da Saúde, a instituição foi a quarta no Brasil a receber o equipamento. Participaram da solenidade o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e o diretor geral da Varian no Brasil, empresa responsável pela fabricação do equipamento, Humberto Izidoro, que foram recebidos pelo provedor Humberto Gomes de Melo.

Com o novo acelerador, diariamente, a Santa Casa de Maceió vai atender 50 pacientes a mais, num prazo menor e em horários mais confortáveis. “Somos o único hospital no Brasil a ter Acreditação Internacional e não poderíamos ficar de fora desse plano extraordinário de Expansão da Radioterapia. Isso significa o tratamento de um número maior de pacientes novos que serão atendidos aqui, não só de Maceió, mas de todo estado de Alagoas. O momento é de agradecimento ao Ministério da Saúde e a toda nossa equipe que venceu as barreiras nos tirando da 137ª colocação para a 4ª”, destacou o provedor Humberto Gomes de Melo.

Inicialmente, a programação federal era de que 80 máquinas seriam instaladas em hospitais pelo Brasil, mas outros 20 equipamentos serão distribuídos. “Ficamos felizes que a Santa Casa foi ágil e é um dos primeiros do Brasil a receber e inaugurar o equipamento. Isso nos permite ampliar os serviços para o tratamento de câncer”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Para ampliar o combate ao câncer, o Ministério da Saúde, através da Portaria nº 931 de 10 de maio de 2012 instituiu o Plano de Expansão da Radioterapia no SUS, com o objetivo de articular projetos de ampliação e qualificação de hospitais habilitados em oncologia, em consonância com os vazios assistenciais, as demandas regionais de assistência oncológica e as demandas tecnológicas do SUS.

Segundo o radioterapêuta, Marcos Davi, a Santa Casa atendeu todos os requisitos para ser uma das primeiras a receber o acelerador linear. “O Ministério da Saúde fez exigências e cobrou providências que demandavam muita estrutura e organização. A instituição deveria ter, por exemplo, histórico de atendimento de câncer, uma equipe multiprofissional, equipe de médicos especialistas, de física, e as instituições que estavam na nossa frente foram sendo afastadas”, destacou.

Para o diretor geral da Varian no Brasil, Humberto Izidoro, os profissionais de saúde da instituição alagoana são heróis ao trabalhar com o SUS com todas as suas limitações. “A Varian, em seu site, coloca que a missão da empresa é ter um mundo sem câncer. Queremos proporcionar meios para combater essa doença e isso se faz com muito trabalho, pesquisa e instituições sérias como a Santa Casa de Maceió”.

Linear

Os aceleradores lineares são equipamentos de alta tecnologia usados para o tratamento de pessoas com câncer. Além de ampliar a assistência, o edital do Ministério da Saúde alcançou a economia de R$ 176 milhões na compra dos equipamentos. O valor final ficou em R$ 119,9 milhões. A vencedora do pregão foi a empresa norte-americana Varian Medical Systems, que atua em radioterapia há 65 anos, sendo fabricante mundial de dispositivos médicos, e de softwares empregados no tratamento de câncer.

Fonte: Assessoria / Santa Casa de Maceió

Comentários

MAIS NO TH