Saúde

27 de julho de 2017 12:54

Pacientes em tratamento oncológico devem ter ainda mais cuidado

Segundo oncologista do HCor, medicamentos utilizados em quimioterapia costumam acentuar a sensibilidade às baixas temperaturas e reduzir a imunidade, o que pode desencadear, com mais facilidade, infecções respiratórias, como gripe, resfriado e sinusite

Este mês, os termômetros na capital paulista chegaram a registrar menos de 10º. Segundo o oncologista do Hospital do Coração (HCor), Dr. Auro Del Giglio, as baixas temperaturas, além de aumentar os riscos para o coração, contribuem com a maior incidência de infecções respiratórias, como gripe, resfriado e sinusite. Por isso, o médico alerta que pacientes em tratamento oncológico devem ter ainda mais cuidado com a saúde. “Medicamentos usados em quimioterapia costumam acentuar a sensibilidade ao frio e reduzir a imunidade. Portanto, o risco do contágio de doenças respiratórias entre os pacientes que passam por esse tipo de tratamento é maior”, revela o médico.   

O Dr. Del Giglio explica que a prevenção está em redobrar a atenção com atitudes simples, como lavar bem as mãos, várias vezes ao dia, e evitar ambientes fechados e climatizados. Pacientes em tratamento, principalmente os internados, também não devem ficar em contato com pessoas que estejam com sintomas de gripe e resfriado. “Vale lembrar que, neste período de férias, os pacientes que pretendem viajar devem, antes de tudo, consultar o seu médico. Caso obtenham permissão, é fundamental que continuem a seguir todas as recomendações médicas e não se esqueçam de levar todos os medicamentos prescritos pelos profissionais que os acompanham. Isso porque o tratamento não deve ser interrompido, a menos que haja indicação clínica”, ressalva o oncologista.  

O Dr. Del Giglio acrescenta que o aumento da sensibilidade ao frio provocado por alguns dos medicamentos quimioterápicos também pode desencadear a sensação de formigamento ou choque principalmente nos pés e nas mãos. “Manter-se agasalhado e adotar o uso de acessórios que protegem as extremidades do corpo, como luvas, gorros, tocas e meias mais grossas, ajudam a aliviar estes sintomas. O consumo de chás e de outras bebidas quentes também ajuda a manter a temperatura corporal, o que é importante para a saúde durante o frio”, recomenda o oncologista.   

Outra recomendação dDr. Del Giglio é o consumo de alimentos frescos, de boa procedência, e, principalmente, o cuidado com a hidratação por meio da ingestão regular de líquido. Isso porque, de maneira geral, pacientes oncológicos apresentam maior fragilidade. Portanto, precisam ter mais cuidado com o sistema digestivo e com o risco de infecções cutâneas, caso desenvolvam rachaduras na pele em função do tempo seco neste inverno. “O uso de filtro solar (do fator 15 em diante) também é   recomendável, uma vez que, mesmo com o frio, temos contato com raios solares”, explica. ”Com todos estes cuidados, é possível passar por esta estação sem prejuízos à saúde”, finaliza oncologista do HCor.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH