Saúde

8 de fevereiro de 2017 17:21

SMS divulga que AL não está em área recomendada para vacina de febre amarela

Ministério da Saúde repassou várias diretrizes para administração de doses

Devido a grande procura pela vacina contra a febre amarela nas unidades de saúde do município, o Programa Nacional de Imunização (PNI) de Maceió reforça as principais orientações para quem precisa tomar a vacina. As diretrizes foram repassadas pelo Ministério da Saúde para a administração das doses disponibilizadas para os estados e municípios que não estão inseridos nas Áreas Com Recomendação para a Vacina, como é o caso de todas as cidades de Alagoas.

Confira abaixo as principais dúvidas e recomendações para a administração da vacina:

1 – Quem deve se imunizar contra a febre amarela?

A vacina é indicada somente para pessoas que residam em Áreas Com Recomendação para a Vacina (ACRV) contra febre amarela e/ou pessoas que vão viajar para regiões silvestres, rurais ou de mata dentro dessas áreas (veja mapa). A recomendação também é indicada para as pessoas que vão se deslocar para países com risco para a doença.

É importante lembrar que a exemplo das demais cidades alagoanas, o vírus da febre amarela não está em circulação em Maceió, porém o município tem sido abastecido pelo PNI estadual dentro do estoque disponível, de forma gradativa e em pequenas quantidades. Dessa forma, a vacina precisa ser aplicada apenas em quem realmente esteja dentro das regras estabelecidas pelo Ministério, evitando riscos desnecessários e garantindo a dose para aqueles que têm mesmo que se deslocar para lugares com risco endêmico para a doença.

2 – Se eu tiver contato com uma pessoa que viajou para uma área endêmica preciso tomar a vacina?

No meio urbano, a transmissão se dá através do mosquito Aedes aegypti (o mesmo da dengue). A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela ou tomado a vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Uma pessoa não transmite a doença diretamente para outra.

3 – O que preciso levar para me vacinar?

Para a vacinação é obrigatório a comprovação da viagem – por meio de passagem aérea ou de ônibus, ou comprovante de hospedagem (em estabelecimento comercial ou residência familiar), entre outros e um documento de identificação.  O usuário também terá que deixar na unidade uma cópia dessa comprovação.

4 – Que precauções devo tomar antes de me vacinar?

A vacina não está indicada para pessoas acima de 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses (se receberem a vacina, o aleitamento materno deve ser suspenso preferencialmente por 28 dias após a vacinação ou no mínimo 15 dias) e pessoas com doenças autoimunes ou doença neurológica. Em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem para área de risco, um médico deverá avaliar o risco/benefício da vacinação para esses grupos, levando em conta o risco de eventos adversos. Nesses casos, a vacinação só será realizada mediante prescrição médica e a mesma ficará retida na unidade onde a vacina for aplicada.

5 – Quais as contraindicações?

A vacina contra a febre amarela é contraindicada nos seguintes casos: crianças menores de 6 meses de idade; pacientes com imunodepressão de qualquer natureza; pacientes infectados pelo HIV com imunossupressão grave; pessoas em tratamento com drogas imunodepressoras (quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores, corticosteróides por tempo superior a 14 dias); pacientes submetidos a transplantes de órgãos; pacientes com imunodeficiência primária, pacientes com neoplasia, indivíduos com história de reação anafilática relacionada a substâncias da vacina; pacientes com história pregressa de doenças do timo; e doença febril aguda, com comprometimento do estado geral da saúde.

6 – Quanto tempo depois de tomar a vacina estou imune?

Quem for para regiões com risco de contaminação pela Febre Amarela deve estar atento ao prazo de imunização contra a doença. Isso porque a pessoa que toma a vacina só fica protegida depois de 10 dias que recebeu a dose.

Fonte: Ascom / SMS

Comentários

MAIS NO TH