Saúde

20 de janeiro de 2017 08:36

Combate ao Aedes aegypti ganha novas ferramentas

Empreendedores propõem soluções inovadoras para ajudar no controle do mosquito causador de dengue, zika vírus e chikungunya

Projetos que contribuem para o combate ao Aedes aegypti e o monitoramento de epidemias de doenças transmitidas pelo mosquito participam do programa de fomento ao empreendedorismo Braskem Labs. As propostas são de Florianópolis (SC), Recife (PE) e São Paulo (SP) e apresentam soluções inéditas para reduzir a incidência de casos de dengue, zika vírus e chikungunya no Brasil.

O sistema Epiome é uma plataforma de análise laboratorial que utiliza sequenciamento de DNA em larga escala para identificar a presença de novas e atuais viroses em uma ampla área geográfica e em um grande número de amostras a um custo baixo. De acordo com os desenvolvedores Marcos Oliveira de Carvalho e Luiz Felipe Valter de Oliveira, de Santa Catarina, os resultados da análise de DNA são posteriormente integrados em uma plataforma que permite rastrear, identificar e analisar padrões epidemiológicos relacionados a doenças emergentes ou endêmicas.

Já o Guardiões da Saúde é uma plataforma digital de crowdsourcing em saúde que permite à população informar sintomas de zika, dengue e chikungunya. Os dados são transmitidos em tempo real para a nuvem, proporcionando um mapeamento de doenças epidemicas às autoridades de saúde. Criado por Onicio Leal Neto, Juliana Perazzo Ferreira e Jones Albuquerque, de Pernambuco, o aplicativo para dispositivos móveis está disponível para download gratuito na AppStore e na PlayStore.

Fernanda Checchinato, de São Paulo, criou o Protec, um spray aerossol para tecidos e superfícies capaz de proteger o usuário contra os insetos urbanos comuns (Aedes aegypt, ácaro, traças, barata, traça, carrapato, piolho, formiga, pulga) e assim combater a transmissão de doenças. Graças a fixadores presentes em sua composição, o produto permanece no tecido por muitas lavagens e por muito tempo, mantendo os usuários das roupas protegido contra picadas e a casa livre de pequenos insetos. Com eficiência comprovada, o spray está disponível em farmácias e supermercados.

“Entendemos que o combate ao mosquito não pode parar, até porque ele continua ativo em algumas regiões do país. Esses projetos têm um potencial interessante para colaborar com as autoridades na identificação de epidemias e no controle ao Aedes aegypti, por isso estamos incentivando o desenvolvimento deles.”, afirma Patrick Teyssonneyre, diretor de Inovação e Tecnologia da Braskem, empresa responsável pelo Braskem Labs.

 

Comentários

MAIS NO TH