Política

2 de dezembro de 2021 07:15

Com filiação de Bolsonaro, Maurício Quintella deixa o PL

Após quase dois anos sem partido, o presidente Jair Bolsonaro se filiou na última terça-feira (30) ao Partido Liberal (PL) A cerimônia de filiação aconteceu na sede do partido em Brasília e contou com a presença do presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, e de integrantes do governo.

Em Alagoas, a filiação gerou alguns efeitos imediatos. Filiado no PL há 13 anos, o ex-deputado federal e atual secretário de Infraestrutura de Alagoas, Maurício Quintela, anunciou em suas redes sociais que está deixando o partido. O partido era presidido por ele no estado alagoano.

“Saio pela porta da frente, representei o partido na mesa do Congresso Nacional, no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, e tive a honra de liderar nossa bancada por duas vezes. Saio por absoluta incompatibilidade com a política bolsonarista e tudo que ela representa”, postou o ex-parlamentar.

Quando deixou o governo de Michel Temer para disputar as eleições em 2018, Maurício Quintella tentou concorrer ao cargo de senador, numa dobradinha com o senador Renan Calheiros (MDB), tendo o governador Renan Filho (MDB), candidato à reeleição. Quintella não conseguiu êxito naquela eleição e posteriormente foi nomeado secretário de Estado da Infraestrutura.

Por outro lado, o deputado federal pelo partido, Sérgio Toledo, usou suas redes para dar boas vindas ao novo filiado. À Tribuna Independente, a assessoria do parlamentar disse que ele não participou da cerimônia de filiação de Bolsonaro porque estava em um compromisso nas suas bases eleitorais em Alagoas.

Quem também publicou em suas redes sobre a filiação de Bolsonaro foi o senador e aliado do presidente em Brasília, Fernando Collor (PROS). A informação é de que ele também estaria indo para o partido e com possibilidades de assumir o comando da legenda no lugar de Maurício Quintela.

O PL será o nono partido da carreira política de Bolsonaro. Em três décadas, o atual presidente passou por PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP, PSC e PSL.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Victor Costa

Comentários

MAIS NO TH