Política

20 de outubro de 2021 08:10

Arthur Lira cada dia fica mais forte para as eleições de 2022

Cientistas políticos analisam como o parlamentar ganha musculatura à frente da Câmara dos Deputados

↑ Arthur Lira (Foto: Sandro Lima / Arquivo)

Se tem uma figura política de Alagoas que se fortaleceu nos últimos anos é o deputado federal Arthur Lira (PP), que atualmente preside a Câmara dos Deputados. Sua influência política à frente do chamado “centrão” lhe rendeu o comando de uma das casas do Congresso Nacional e, com isso, muitos dividendos políticos. Se isso se converterá em votos, o tempo dirá, mas robustez de articulação para 2022, isso já é visível. Para os cientistas políticos Luciana Santana e Ranulfo Paranhos, é sua condição de presidente da Câmara dos Deputados que lhe garante o status que possui atualmente.

Arthur Lira tem realizado uma série de agendas em Alagoas, boa parte delas com a presença de ministros.

“Ser presidente da Câmara dos Deputados tem um poder político muito grande, especialmente com relação a mobilização de recursos. É poder de agenda”, pontua. “Só o fato de ele ser presidente da Câmara já diz muito sobre a ampliação de força política, que lhe traz ganhos pessoais, mas também partidários. Tanto ele cresce mais politicamente no sentido de poder influenciar a construção de chapas ao governo, quanto chapas vão disputar a Assembleia Legislativa e a Câmara dos Deputados”, completa Luciana Santana à reportagem da Tribuna Independente.

Já Ranulfo Paranhos ressalta as indicações de Arthur Lira no Governo Federal e como ele usa essa influência para conseguir votos para si e para Jair Bolsonaro em Alagoas.

“Ele usará todas as ferramentas que dispõe, que hoje é o poder da mesa da presidência da Câmara dos Deputados. Isso implica em dizer que tudo que a máquina pública do Governo Federal puder ofertar, ele vai pegar e trazer para cá. Vai dizer ‘fui eu e se tem alguma coisa aqui, não é graças ao governo’”, pontua. “Seu raciocínio é que ‘se o governo trouxe, é bom, mas esse retorno aqui tem que ser para mim’. Isso por dois motivos básicos: Os votos do Bolsonaro em 2022 em Alagoas. Por mais que o presidente seja votado aqui, o estado só corresponde a 2,6% do eleitorado nacional. Mas para o Arthur Lira, qualquer município que seja, qualquer cinco mil, dez mil votos, é uma diferença estrondosa. Para ele, cada voto conta mais do que voto conta para o Bolsonaro”, completa Ranulfo Paranhos à Tribuna, ao destacar que o parlamentar pode indicar o vice numa chapa “forte” ao Governo do Estado.

AGENDA

A última visita de Arthur Lira ocorreu nesta segunda-feira (18) para conclusão da obra de pavimentação da BR-416, entre Colônia Leopoldina e Ibateguara; e para a autorização de abertura para licitação, com vista ao projeto de duplicação da BR-316, de Maceió a Palmeira dos Índios. Ao seu lado, esteve em Alagoas o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, general Santos Filho.

Durante esta visita, a comitiva também esteve no Porto de Maceió para vistoriar as obras do terminal de passageiros do local.

Em setembro, Arthur Lira acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à cidade de Teotônio Vilela para solenidade de entrega de unidades habitacionais no local. Em maio, o parlamentar acompanhou o presidente numa (re) inauguração do viaduto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Maceió.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Amaral

Comentários

MAIS NO TH