Política

23 de julho de 2021 17:56

Cunha pede informações sobre coleta ilegal de dados de empresa com atuação no Brasil

O senador é presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado. O vazamento de dados é um tema recorrente que vem ocupando a atenção de Rodrigo

↑ Foto: Edilson Omena / Arquivo)

Preocupado com as notícias sobre ações do governo da China contra a empresa Didi Global, dona do aplicativo 99 (de delivery e diversos outros serviços no Brasil), o senador Rodrigo Cunha acionou a Autoridade Nacional de Proteção de Dados. A China acusa a Didi Global de coletar ilegalmente dados das pessoas e retirou do ar dezenas de aplicativos da empresa.

Rodrigo entrou em contato com a Autoridade Nacional de Proteção de Dados no Brasil buscando informações sobre o caso, e questionando se há alguma investigação em curso.

O aplicativo 99 emprega um número significativo de brasileiros e é um dos casos bem-sucedidos da nova economia. No entanto, Rodrigo, que foi um dos relatores da Medida Provisória que criou a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, diz que é preciso muita responsabilidade para que a população não tenha violado o direito às suas informações.

“A coleta ilegal de dados das pessoas é algo inaceitável, e no Brasil já temos legislação para punir essa conduta. Mas é preciso cautela e responsabilidade para que a punição seja justa e jamais seja usada para fins de perseguir quem quer que seja. Por isso estou buscando informações”, afirma Rodrigo.

O senador é presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado. O vazamento de dados é um tema recorrente que vem ocupando a atenção de Rodrigo. Segundo ele, os dados pessoais têm se tornado um dos itens mais visados e valiosos da atualidade.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH