Política

23 de fevereiro de 2021 15:23

Pedro Vilela quer portadores de Síndrome de Down na prioridade da vacinação contra Covid

Segundo o parlamentar, que visitou na semana passada o Instituto Amor 21, essas pessoas e seus familiares, o risco em que elas estão expostas ao vírus, é preocupante

↑ O deputado Pedro Vilela (PSDB) está solicitando ao governo federal, através do Ministério da Saúde, prioridade de pessoas portadoras de Síndrome de Down no plano nacional de imunização contra a Covid-19 (Foto: Assessoria)

O deputado Pedro Vilela (PSDB) está solicitando ao governo federal, através do Ministério da Saúde, prioridade de pessoas portadoras de Síndrome de Down no plano nacional de imunização contra a Covid-19. Segundo o parlamentar, que visitou na semana passada o Instituto Amor 21, em Maceió, entidade que presta assistência a essas pessoas e seus familiares, o risco em que elas estão expostas ao vírus, é preocupante.

“A própria condição natural de saúde dessas pessoas já explicita essa preocupação”, entende o deputado, que requereu à Câmara Federal, via indicação, que leve o pleito ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “Estou sugerindo que portadores da Síndrome Down, em todo o país, tenham precedência na ordem de vacinação atinente à Covid-19, haja vista o nível de risco a que são expostos por ocasião da sua condição”, reforça Pedro Vilela.

“Em geral, pessoas com síndrome de Down são mais propensas a contrair infecções, além de algumas comorbidades que em geral eles têm, podendo trazer maior risco de agravamento do quadro de coronavírus, caso venham a ser infectadas”, destaca o parlamentar, esperando que o Ministério da Saúde seja sensível a essa situação. O requerimento do deputado foi protocolado na Câmara Federal nesta terça-feira, 23.

O Instituto Amor 21 fica no Farol, na Rua Francisco Silva, 266, e tem como objetivo acolher as famílias, promover troca de experiências entre eles e oferecer orientação do ponto de vista psicológico, afetivo, emocional, físico e cultural, além de colaborar para o desenvolvimento das potencialidades, lutar pelos direitos e inclusão das pessoas com Síndrome de Down em todos os espaços sociais.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH