Política

30 de outubro de 2020 09:34

Bolsonaristas se surpreendem ao descobrir que vacina de Oxford inclui componente chinês

Bolsonaro voltou a afirmar na noite desta quinta-feira que não vai pagar vacina chinesa importada por Doria

↑ Doses da CoronaVac (Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo)

Bolsonaristas ficaram surpresos ao descobrir que a vacina de Oxford, apesar de inglesa, inclui a importação do IFA feito na China para a AstraZeneca, a farmacêutica que desenvolve a vacina em parceria com a Universidade de Oxford.

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) afirmou não confiar na Coronavac porque ela era feita no país asiático. O caso tem rendido memes na internet, onde pessoas em trajes sumários, vivendo como selvagens, aparecem em imagens com legendas onde diz: “não usamos produtos chineses”.

Mesmo assim, o Instituto Butantan já fretou seis aviões para transportar exclusivamente a matéria-prima usada na Coronavac, a vacina chinesa que será fabricada também no Brasil.

A importação já foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o instituto aguarda apenas a autorização da China para que o produto seja embarcado rumo a São Paulo.

Bolsonaro voltou a atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta quinta-feira (29), ao falar sobre a obrigatoriedade da vacina contra Covid-19. O presidente afirmou ou ainda que não patrocinará o imunizante produzido pela chinesa Sinovac.

“Então, querido governador de São Paulo, você sabe que sou apaixonado por você, sabe disso. Poxa, fica difícil, né? E outra coisa: ninguém vai tomar tua vacina na marra, não, tá ok? Procura outra. E eu, que sou governo, não vai comprar sua vacina também não. Procura outro pra pagar sua vacina”, disse Bolsonaro em sua live desta noite.

Fonte: Revista Fórum / Julinho Bittencourt

Comentários

MAIS NO TH